09h15 - terça, 24/09/2013

Alvito: Portas apela ao voto
"em gente de contas certas"

Alvito: Portas apela ao voto "em gente de contas certas"

O líder do CDS-PP e vice-primeiro-ministro apelou esta segunda-feira, 23, à noite, em Alvito, ao voto em "gente de contas certas" nas próximas eleições autárquicas.
"Quem endivida hipoteca e quem hipoteca está a reduzir o futuro a um pedaço de sofrimento e, por isso mesmo, queria, em primeiro lugar, apelar a que todos estivessem cientes e, nesta primeira eleição em que o país sabe dolorosamente o que é um protectorado, o que é perder a sua autonomia e o que é depender dos seus credores, escolham gente de contas certas e gente que saiba fazer contas", disse Paulo Portas.
O responsável falava durante um jantar de apoio à candidatura da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Alvito, liderada por Manuel Maria Barroso, no âmbito das eleições autárquicas do próximo domingo, 29, no qual participou também o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, o bejense Carlos Moedas.
Segundo Paulo Portas, "tendo o país passado e ainda estando a viver" aquilo a que tem chamado "a fase do protectorado", "há uma coisa que os portugueses aprenderam à sua custa e, certamente, não querem repetir: dívida a mais e défice a mais significam desemprego a mais e impostos a mais e, por isso, quando se trata de escolher um presidente de câmara, é bom escolher alguém com contas certas e que saiba fazer contas".
"Peço-vos: não vão atrás de aventureiros, não se fiem em projectos megalómanos, não acreditem em obras faraónicas. Toda a gente percebe que os recursos não são infinitos, que é preciso fazer escolhas e que quem promete o que não pode cumprir está, primeiro, a hipotecar-vos, segundo, a endividar-vos e, terceiro, a prejudicar as próximas gerações", avisou Paulo Portas.
O líder do CDS-PP apelou também aos autarcas para que, em tempos muito difíceis e em que há sofrimento em diferentes camadas da população, "na dúvida, se for preciso escolher entre obra pública e pessoa humana", escolham "o humanismo" e "estar ao lado de quem sofre em primeiro lugar".
No entanto, nem só a política social "tem lugar" e o investimento também é "necessário", frisou, pedindo aos autarcas para tratarem os investidores como "amigos".
"Só há crescimento com investimento, só há investimento com iniciativa privada, só há iniciativa privada com confiança e só há confiança no plano autárquico quando uma câmara municipal está muito bem organizada de maneira a que os impostos municipais sejam baixo", os serviços "despachados" e "quando há um investidor que quer investir é tratá-lo bem, como um amigo", defendeu Paulo Portas.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 20/11/2019
Câmara de Almodôvar
distinguida pelo IEFP
A Câmara de Almodôvar foi distinguida com a marca "Entidade Empregadora Inclusiva 2019", atribuída de dois em dois anos pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) como forma de reconhecer publicamente "práticas de gestão abertas e inclusivas, desenvolvidas por entidades empregadoras, relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade".
07h00 - quarta, 20/11/2019
Junta de Mértola
incentiva poupança
A Junta de Freguesia de Mértola sorteou, no final de Outubro, aquando das comemorações do Dia Mundial da Poupança, três contas-poupança para crianças do pré-escolar e primeiro ciclo.
07h00 - terça, 19/11/2019
CDU e PS trocam
críticas em Castro Verde
As concelhias da CDU e do PS de Castro Verde emitiram comunicados onde trocam diversas críticas, com os comunistas a considerarem que os dois anos de mandato autárquico do PS no concelho têm sido de "má gestão", ao passo que os socialistas acusam a CDU de preferir "esconder a verdade" e de "não fazer oposição séria".
07h00 - terça, 19/11/2019
Câmara de Beja exige
requalificação da EN 121
A Câmara de Beja exige que o novo Governo tome "medidas rápidas" quer permitam a recuperação do pavimento da Estrada Nacional (EN) 121/ IP 8, no troço que abrange o concelho de Beja.
07h00 - terça, 19/11/2019
Ourique investe
143 mil euros
na Educação
A Câmara de Ourique viu aprovada por fundos comunitários uma candidatura no valor de quase 144 mil euros para a aquisição de equipamentos para todas as escolas do pré-escolar e do primeiro ciclo do concelho (com excepção de Ourique, que obteve financiamento há menos de 10 anos) e para a Escola Básica (EB) 2,3.

Data: 08/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial