00h00 - segunda, 14/08/2017

Alentejo com mais 5,7%
de novas empresas em 2017

Alentejo com mais 5,7% de novas empresas em 2017

Nos primeiros seis meses de 2017 foram criadas mais 5,7% de novas empresas na região do Alentejo em comparação com o mesmo período do ano anterior. Ainda assim, este número fica abaixo da média nacional, pois nos primeiros seis meses do ano foram constituídas em Portugal 20834 novas empresas, mais 6,5% que em 2016.
Os dados foram adiantados ao "CA" pelo economista Pedro Janeiro, natural da Vidigueira, e têm por base as mais recentes estatísticas oficiais do INE. Para o autor dop estudo, estes números demonstram que a assimetria regional nos indicadores de empreendedorismo é uma realidade assinalável em Portugal e preocupante para o Alentejo.
"O Alentejo, enquanto região, verifica crescimentos assimétricos assinaláveis nos indicadores de empreendedorismo. Por exemplo, a Lezíria do Tejo, que é a sub-região com maior peso na constituição de novas empresas em 2017, com 29,3% do total no Alentejo, apresenta um decréscimo de 5,1%", sublinha Pedro Janeiro.
O economista acrescenta ainda que o Baixo Alentejo é a sub-região do Alentejo que mais evoluiu, com um crescimento de 28,4%, para um total de 253 novas empresas constituídas entre Janeiro e junho de 2017.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 21/09/2017
Franceses instalam
fábrica em Messejana
A empresa francesa Moustikit, que produz redes mosquiteiras para janelas e portas, vai avançar com um projecto industrial nas antigas instalações de uma fábrica de mobiliário na vila de Messejana, concelho de Aljustrel.
07h00 - quarta, 20/09/2017
ACOS cria serviço
para venda de ovinos
Ganhar escala, garantir a segurança comercial e a continuidade da ovinicultura, bem como contribuir para as exportações, são os principais objectivos do novo Serviço de Comercialização de Ovinos da ACOS.
07h00 - terça, 19/09/2017
Greve vai avançar nas
minas de Neves-Corvo
Está decidido: os trabalhadores das minas de Neves-Corvo vão fazer uma greve de quatro dias, entre as 6h00 de 3 de Outubro e as 6h00 de 7 de Outubro, para reivindicar "o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina" e pela "humanização dos horários de trabalho".
00h00 - domingo, 17/09/2017
Trabalhadores de Neves-Corvo reúnem em plenário
Os trabalhadores da mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, reúnem neste domingo, 17 de Setembro, em plenário, depois do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) e a Somincor não terem ainda chegado a acordo sobre os novos horários a aplicar a quem trabalha no fundo da mina.
00h00 - sexta, 15/09/2017
Greve "à vista"
nas minas
de Neves-Corvo
Greve à vista em Neves-Corvo! A administração da Somincor e o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) voltaram a reunir esta quarta-feira, 13, mas continuam sem acordo sobre os novos horários de trabalho a implementar na mina do concelho de Castro Verde.

Data: 15/09/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial