00h00 - sexta, 12/01/2018

Rui Rio ou Santana Lopes?
PSD escolhe novo líder

Rui Rio ou Santana Lopes? PSD escolhe novo líder

Rui Rio ou Pedro Santana Lopes? Ambos foram autarcas e deputados, mas só um irá suceder a Passos Coelho na liderança do PSD, cujas eleições directas estão agendadas para este sábado, 13. No distrito de Beja são 358 os militantes laranja em condições de votar e poder escolher o seu candidato favorito, com as opiniões a dividirem-se.
De um lado está Rui Rio, economista e antigo presidente da Câmara do Porto. Para o seu mandatário distrital, Rio é o homem certo para trazer "sangue novo" e ser "uma lufada de ar fresco" que a política portuguesa necessita numa altura em que é tão "mal vista".
"Ele é visto como um político com seriedade, uma pessoa pragmática, frontal, e as pessoas não estão habituadas a isso. Mas penso que é isso que faz falta! Tanto a nível interno, como para o próprio país, [Rui Rio] é aquilo que todos precisamos", sublinha Gonçalo Valente.
Do outro lado da "barricada" surge Pedro Santana Lopes, que ex-autarca, ex-secretário de Estado, ex-primeiro-ministro e até há pouco provedor da Misericórdia de Lisboa. "É um político que tem estado sempre um passo à frente do seu tempo", observa o seu mandatário distrital, garantindo que Santana é também o único que apresenta "uma visão para o país que é para o todo nacional".
Mas Mário Simões vê ainda em Santana outras qualidades que fazem dele, na sua opinião, o melhor candidato a liderar o PSD: por ser "um político que desde sempre assumiu todos os desafios que o PSD lhe lançou", por nunca ter tido momentos de "confrontação" com o partido – "sobretudo quando o PSD era Governo" –, e por transportar consigo "o ADN que Sá Carneiro deixou quando fundou o PPD".

Unir o partido
É entre estes dois homens que os militantes do PSD vão ter de decidir nas eleições de sábado. Mas no dia seguinte, seja qual for o vencedor, o objectivo será, na opinião dos respectivos mandatários distritais, o mesmo: unir o partido e apontar mira às próximas Legislativas.
"Há que arrumar a casa primeiro, para que depois, todos juntos, possamos abraçar o desafio seguinte que será a vitória nas Legislativas de 2019. Penso que Rio tem de munir-se das bases motivadas, pois só dessa forma é que conseguiremos mostrar e provar que somos a melhor solução para governar o país", advoga Gonçalo Valente.
Já Mário Simões espera que, caso Santana Lopes ganhe, seja capaz de "renovar o partido" e "materializar" a sua matriz social-democrata. "Como ele costuma dizer, ter 'um PSD mais PPD'. E nós temo-nos esquecido um pouco desta nossa vertente: um partido interclassista, humanista e reformista", conclui.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - segunda, 25/05/2020
Aljustrel retoma
mercados mensais
A Câmara de Aljustrel decidiu retomar a realização de mercados mensais no Parque de Feiras e Exposições da "vila mineira", ainda que mediante o cumprimento de novas regras devido à pandemia de Covid-19.
07h00 - segunda, 25/05/2020
Câmara de Almodôvar aprova
apoios às empresas do concelho
A Câmara de Almodôvar aprovou na passada semana, em reunião do executivo, um lote de candidaturas, no valor aproximado de 29591 euros, no âmbito do Programa de Apoio ao Tecido Empresarial (PATECA).
07h00 - segunda, 25/05/2020
Odemira recebeu
vigília pelas artes
A vila de Odemira foi um dos "palcos", na passada quinta-feira, 21, da vigília pelas artes e cultura em Portugal, numa iniciativa da qual acabou por nascer a Plataforma Cultura e Artes Odemira, que junta diversos artistas residentes no concelho.
07h00 - sexta, 22/05/2020
Secretário de Estado
acompanha testes à Covid
em Ferreira do Alentejo
O secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, na sua qualidade de coordenador da execução do estado de calamidade do Alentejo devido à pandemia Covid-19, vai realizar nesta sexta-feira, 22, uma visita de trabalho a Ferreira do Alentejo.
07h00 - sexta, 22/05/2020
Requalificação do lar
de Messejana deverá
avançar até ao Verão
As obras da primeira fase de remodelação e ampliação das instalações do lar da Misericórdia de Nossa Senhora da Assunção, na vila de Messejana (concelho de Aljustrel), deverão avançar entre os meses de Julho e Agosto, num investimento total superior a um milhão de euros.

Data: 15/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial