00h00 - sexta, 12/01/2018

Rui Rio ou Santana Lopes?
PSD escolhe novo líder

Rui Rio ou Santana Lopes? PSD escolhe novo líder

Rui Rio ou Pedro Santana Lopes? Ambos foram autarcas e deputados, mas só um irá suceder a Passos Coelho na liderança do PSD, cujas eleições directas estão agendadas para este sábado, 13. No distrito de Beja são 358 os militantes laranja em condições de votar e poder escolher o seu candidato favorito, com as opiniões a dividirem-se.
De um lado está Rui Rio, economista e antigo presidente da Câmara do Porto. Para o seu mandatário distrital, Rio é o homem certo para trazer "sangue novo" e ser "uma lufada de ar fresco" que a política portuguesa necessita numa altura em que é tão "mal vista".
"Ele é visto como um político com seriedade, uma pessoa pragmática, frontal, e as pessoas não estão habituadas a isso. Mas penso que é isso que faz falta! Tanto a nível interno, como para o próprio país, [Rui Rio] é aquilo que todos precisamos", sublinha Gonçalo Valente.
Do outro lado da "barricada" surge Pedro Santana Lopes, que ex-autarca, ex-secretário de Estado, ex-primeiro-ministro e até há pouco provedor da Misericórdia de Lisboa. "É um político que tem estado sempre um passo à frente do seu tempo", observa o seu mandatário distrital, garantindo que Santana é também o único que apresenta "uma visão para o país que é para o todo nacional".
Mas Mário Simões vê ainda em Santana outras qualidades que fazem dele, na sua opinião, o melhor candidato a liderar o PSD: por ser "um político que desde sempre assumiu todos os desafios que o PSD lhe lançou", por nunca ter tido momentos de "confrontação" com o partido – "sobretudo quando o PSD era Governo" –, e por transportar consigo "o ADN que Sá Carneiro deixou quando fundou o PPD".

Unir o partido
É entre estes dois homens que os militantes do PSD vão ter de decidir nas eleições de sábado. Mas no dia seguinte, seja qual for o vencedor, o objectivo será, na opinião dos respectivos mandatários distritais, o mesmo: unir o partido e apontar mira às próximas Legislativas.
"Há que arrumar a casa primeiro, para que depois, todos juntos, possamos abraçar o desafio seguinte que será a vitória nas Legislativas de 2019. Penso que Rio tem de munir-se das bases motivadas, pois só dessa forma é que conseguiremos mostrar e provar que somos a melhor solução para governar o país", advoga Gonçalo Valente.
Já Mário Simões espera que, caso Santana Lopes ganhe, seja capaz de "renovar o partido" e "materializar" a sua matriz social-democrata. "Como ele costuma dizer, ter 'um PSD mais PPD'. E nós temo-nos esquecido um pouco desta nossa vertente: um partido interclassista, humanista e reformista", conclui.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
11h42 - terça, 23/01/2018
Secretário-geral da OMT
faz elogios a Castro Verde
O secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT) fez rasgados elogios ao trabalho desenvolvido na área da conservação da natureza no concelho de Castro Verde, que visitou na manhã desta terça-feira, 23, acompanhado pela secretária de Estado do Turismo.
07h00 - terça, 23/01/2018
Secretárias de Estado
visitam cidade de Beja
Habitação social e intervenção urbana no centro histórico da cidade estão na origem da visita que as secretárias de Estado da Habitação e da Cidadania e Igualdade realizam nesta terça-feira, 23, a Beja.
07h00 - terça, 23/01/2018
Castro Verde recebe
secretário-geral da OMT
O secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT) vai estar nesta terça-feira, 23no concelho de Castro Verde, numa visita onde será acompanhado pela secretária de Estado do Turismo.
07h00 - terça, 23/01/2018
11 detidos por tráfico
de droga em Cuba
A GNR deteve no domingo, 21, na vila de Cuba, um total de 11 pessoas, oito homens e três mulheres com idades entre os 17 e 31 anos, por suspeitas da prática do crime de tráfico de estupefacientes.
00h00 - segunda, 22/01/2018
Aljustrel define estratégia
para 2018 na área
da protecção civil
A Comissão Municipal de Protecção Civil de Aljustrel aprovou na passada semana o seu plano de trabalho para 2018, que inclui acções de sensibilização e outras intervenções.

Data: 12/01/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial