00h00 - terça, 16/01/2018

Marcelo: "Devolvemos o
orgulho aos ouriquenses"

Marcelo: "Devolvemos o orgulho aos ouriquenses"

Marcelo Guerreiro continua a ser o presidente de câmara mais novo em Portugal. Uma responsabilidade que assume com a vontade de trabalhar "em prol dos ouriquenses e do concelho".

Depois das eleições Autárquicas 2017 continua a ser o presidente de câmara mais novo de Portugal. Isso traz-lhe algum tipo de responsabilidade acrescida?
É um motivo de orgulho, também um motivo de responsabilidade. Mas o peso da responsabilidade não tem que ver com a idade que tenho actualmente, mas sim com o peso da responsabilidade que é exercer o cargo de presidente da Câmara Municipal de Ourique. Porque independentemente da idade, essa responsabilidade está inerente àquilo que é o cargo. E se em vez de 27 tivesse 47 anos e exercesse estas funções pela primeira vez, sentiria o mesmo peso da responsabilidade e as mesmas dificuldades que sinto com 27 anos.

A 1 de Outubro de 2017 o PS obteve uma vitória expressiva em Ourique e manteve os quatro eleitos no executivo, contra apenas um do PSD. Era o resultado que esperava?
Trabalhamos sempre com o objectivo de fazer sempre o melhor que pudermos e que esteja ao nosso alcance em prol dos ouriquenses e do concelho. Temos um trabalho desenvolvido ao longo dos últimos 12 anos e foi esse trabalho que foi avaliado no passado dia 1 de Outubro. E nesse dia de avaliação por parte dos ouriquenses, o resultado foi claramente expressivo. Propusemo-nos a esta eleição com um claro sentido de responsabilidade, mas também com uma grande vontade e ambição de trabalhar para o futuro do concelho de Ourique. E os ouriquenses atribuíram-nos uma vitória muito expressiva, mas que não nos deixa deslumbrados. Deixa-nos sim com um enorme sentido de responsabilidade, maior ainda devido a tamanha vitória.

Depois de ter sido um "bastião" do PSD, pode-se dizer que o concelho é agora uma "bastião" socialista. O que mudou?
Ourique não é um "bastião" do PS, mas sim um "bastião" dos ouriquenses. O nosso partido é Ourique, é a nossa terra. Não negamos que somos eleitos pelo PS e não escondo que sou militante do PS por convicção e com muito orgulho. Mas o mais importante é Ourique e os ouriquenses! E o trabalho que temos desenvolvido ao longo dos anos tem sido com base nesse princípio: colocar Ourique e os ouriquenses à frente de qualquer interesse político-partidário.

A recuperação da imagem de credibilidade ao Município é a grande vitória do PS?
Ourique não era, efectivamente, conhecido pelos melhores motivos e uma das grandes vitórias foi devolver o orgulho aos ouriquenses. E isso tem sido feito com enorme sentido de responsabilidade, com um trabalho próximo e em prol da população. Essa é sem dúvida uma das grandes vitórias obtidas ao longo destes três – agora quatro – mandatos em que o PS está à frente da Câmara Municipal de Ourique.

Qual é, neste momento, o quadro financeiro da autarquia?
Ourique tem hoje uma situação financeira bem diferente daquela que tinha em 2005! Ainda temos uma situação financeira que não é fácil, apesar de gerível, mas que nos dificulta o nosso trabalho e que ainda não nos permite avançar ao ritmo que ambicionamos. Mas mantemos esta prioridade de ter as contas da Câmara Municipal equilibradas e não queremos – nem vamos – embarcar em aventuras para as quais a Câmara Municipal não tenha possibilidades de concretizar com a devida saúde financeira. Mas esperamos no final do mandato ter a situação financeira da Câmara Municipal totalmente estabilizada, para desta forma responsável agarrar novos projectos e agarrar o futuro.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 22/02/2019
"PSD tem que sair
da Praça da República"
O empresário Gonçalo Valente, 38 anos, é o novo presidente da Distrital de Beja do PSD e em entrevista ao "CA" revela as prioridades dos sociais-democratas da região para os próximos dois anos.
07h00 - sexta, 22/02/2019
Resialentejo recolhe
tampas de plástico
A empresa intermunicipal Resialentejo, que opera em oito concelhos do distrito de Beja, estabeleceu um protocolo com a "Coração Delta", do Grupo Nabeiro, para a dinamização do projecto "Dê Uma Tampa".
07h00 - sexta, 22/02/2019
Odemira eleita na Rede
das Cidades Educadoras
A Câmara de Odemira foi reeleita, pela terceira vez, para a comissão coordenadora da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadores, que é constituída por 74 municípios de Norte a Sul do país.
07h00 - quinta, 21/02/2019
EMAS Beja
melhora gestão de
águas residuais
Colocar a cidade de Beja "como uma referência" ao nível do tratamento de águas residuais urbanas é o grande objectivo da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, que vai implementar em 2019 um plano operacional estratégico para alcançar "uma melhoria significativa" na gestão das redes de águas residuais do concelho.
07h00 - quinta, 21/02/2019
PS de Beja elogia
passagem do Museu
Regional para a DRCA
A Concelhia de Beja do PS elogia a transferência do Museu Regional para a tutela da Direcção Regional de Cultura do Alentejo (DRCA), considerando que esta "potenciará Beja e o seu património junto de um público muito mais alargado".

Data: 22/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial