07h00 - quinta, 10/05/2018

"Ruralidade é segredo
da Feira de Garvão", diz
presidente da CM Ourique

"Ruralidade é segredo da Feira de Garvão", diz presidente da CM Ourique

Na véspera de arrancar mais uma edição da tradicional Feira de Garvão, o presidente da Câmara de Ourique, Marcelo Guerreiro, justifica ao "CA" o sucesso e a longevidade do certame com o facto deste manter intacta a sua "traça rural".

Qual a mais-valia da Feira de Garvão?
A Feira de Garvão é uma feira secular e a verdadeira feira do Mundo Rural. É uma feira que mantém todas as suas características tradicionais, aliadas àquilo que é a modernização da nossa agricultura e do potencial agrícola e rural. Preparamos e organizamos esta feira em parceria com a ACPA e aquilo que esperamos é que seja um grande momento para o Mundo Rural, para o concelho de Ourique e para Garvão, e que o Mundo Rural saia a ganhar.

De que forma conseguiu a Feira de Garvão afirmar-se pela tradição num tempo de modernidade?
A Feira de Garvão tem esta característica tradicional e rural, aliada àquilo que é a modernidade e os novos factores agrícolas e rurais. E o segredo desta feira está em manter toda esta ruralidade, que faz parte da nossa identidade enquanto baixo-alentejanos e enquanto território inserido no Mundo Rural. E que nós queremos continuar a valorizar e a trabalhar, porque não negamos esta nossa identidade e potencial.

Esta feira continua a ser local de negócios como no passado?
Sim, a Feira de Garvão era um local onde tradicionalmente havia a transacção de animais e ainda hoje continua a existir negócio e a encontrarem-se por lá os vários agentes ligados à agricultura e à pecuária. Isso é algo que está no ADN da Feira de Garvão e que é preciso continuar a salvaguardar, porque esta identidade e tradição que a feira tem nunca poderá ser perdida. E essa é também uma das nossas principais preocupações.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 20/02/2019
Ingleses podem investir na fábrica solar de Moura
Uma empresa inglesa da área de produção de componentes na área da energia está interessada na MFS-Moura Fábrica Solar, que fechou recentemente, depois de contactos com o deputado do PS, Pedro do Carmo, e o presidente da Câmara de Moura, Álvaro Azedo.
07h00 - terça, 19/02/2019
15 farmácias de Beja
em risco de encerramento
Um total de 15 farmácias do distrito de Beja encontra-se em risco de encerramento, sendo que sete enfrentam processos de insolvência e oito apresentam processos de penhora, revela fonte da Associação Nacional de Farmácias (ANF).
07h00 - segunda, 11/02/2019
Empresa Epiroc vai
instalar-se em Aljustrel
A empresa Epiroc, ligada à multinacional sueca Atlas Copco, que opera na área da actividade mineira, celebrou com a Câmara de Aljustrel um contrato de compra e venda para a aquisição de um lote com cerca de 10 mil m² na área empresarial de Aljustrel.
07h00 - quinta, 07/02/2019
Electrificação
rural avança
em Mértola
Um total de 56 explorações agrícolas do concelho de Mértola foram beneficiadas nas duas primeiras fases do projecto de electrificação rural que está a decorrer, numa parceria entre a Câmara Municipal local e a EDP Distribuição.
07h00 - segunda, 04/02/2019
Alentejo 2020 integrou 28 trabalhadores
A Autoridade de Gestão do Programa Operacional Alentejo 2020 formalizou no final da passada semana a regularização do vínculo laboral com 28 dos seus trabalhadores, numa cerimónia que contou com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão.

Data: 08/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial