00h00 - segunda, 09/07/2018

Hospital de Serpa alarga
prestação de cuidados

Hospital de Serpa alarga prestação de cuidados

As administrações regionais de saúde (ARS) do Alentejo e Algarve, a Misericórdia de Serpa, a União das Misericórdias de Portugal (UMP) e a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) assinaram na sexta-feira, 6, uma adenda ao acordo de cooperação para a prestação de mais cuidados de saúde no Hospital de São Paulo, em Serpa.
O acordo permite prestar "mais e melhores cuidados de saúde de proximidade" aos cidadãos, nomeadamente em áreas como consultas externas, cirurgias em regime de ambulatório, cirurgias em regime de internamento, atendimentos em situação de urgência e em meios complementares de diagnóstico e terapêutica.
É um acordo "muito importante", sublinhou ao "CA" a secretária de Estado da Saúde, que esteve presente na cerimónia de assinatura do protocolo.
"Este protocolo é um momento – mais do que uma assinatura – em que surge uma resposta a esta população do Alentejo e que vai também até ao Algarve. É um protocolo que permite, efectivamente, termos mais consultas em algumas áreas onde temos maiores dificuldades e maior lista de espera, que é o caso da Oftalmologia e da Urologia. E também vai permitir que esta população, em termos cirúrgicos, possa ter também uma maior resposta", adiantou Rosa Valente de Matos.
De acordo com os termos da adenda ao protocolo, os utentes do Serviço Nacional de Saúde inscritos na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, no Agrupamento de Centros de Saúde Alentejo Central e no Agrupamento de Centros de Saúde da ARS Algarve vão poder aceder em Serpa a consultas externas nas especialidades de Cardiologia, Dermatologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia e Urologia.
Cirurgias em regime de ambulatório nas especialidades referidas anteriormente, cirurgias em regime de internamento nas especialidades de Ortopedia, Otorrinolaringologia e Urologia e atendimentos em situação de urgência no Serviço de Urgência Avançado do Hospital de São Paulo são outros serviços disponibilizados pela Misericórdia de Serpa ao abrigo deste protocolo, assim como a disponibilização de meios complementares de diagnóstico e terapêutica das áreas da Cardiologia, da Otorrinolaringologia e da Radiologia.
Este acordo prevê que a gestão destas valências seja partilhada entre a Misericórdia de Serpa e a UMP. Está igualmente prevista a construção de um novo bloco operatório junto à Unidade de Cuidados Continuados Integrados de Serpa, que custará entre dois a três milhões de euros e que deverá entrar em funcionamento no início de 2019.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 15/02/2019
CPCJ de Castro Verde
aposta na prevenção em 2019
"Atacar" as áreas em que o tecido social do concelho "revela maiores fragilidades": é esta grande meta do plano de intervenção da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Castro Verde para 2019.
07h00 - sexta, 15/02/2019
Marciano ou Gonçalo? PSD escolhe novo líder
De um lado surge um militante histórico, fundador do partido na região e que teve grande actividade política durante o período "cavaquista"; do outro lado um jovem social-democrata, que presidiu fugazmente a uma das mais importantes concelhias do partido no Baixo Alentejo (a de Ourique) e que tem sido um dos "rostos" mais visíveis na região no apoio a Rui Rio.
07h00 - sexta, 15/02/2019
Presidentes
de assembleias
municipais reúnem
A sede da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) recebe nesta sexta-feira, 15, durante a tarde, um encontro com os presidentes das assembleias municipais do distrito.
07h00 - quinta, 14/02/2019
Portagem na A26 tem de
avançar até 14 de Março
Durante a reunião com os autarcas da região em Beja, o ministro Pedro Marques garantiu ainda que foi dado um prazo, até ao dia 14 de Março, para a concessionária iniciar a obra da portagem da A26 relativa ao troço, já construído, entre Malhada Velha e o nó da A2 em Santa Margarida do Sado.
07h00 - quinta, 14/02/2019
Governo garante construção
de variante em Aljustrel
O ministro do Planeamento e Infra-estruturas garantiu nesta quarta-feira, 13, em Beja, que a construção da variante rodoviária à vila de Aljustrel vai constar no Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030.

Data: 08/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial