09h00 - terça, 17/07/2018

CIMBAL exige melhores acessibilidades

CIMBAL exige melhores acessibilidades

A região necessita de melhores acessibilidades rodoviárias e ferroviária, a par da potenciação do aeroporto de Beja: são estas as reivindicações presentes na tomada de posição pública aprovada nesta segunda-feira, 16, pela Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL).
A tomada de posição foi aprovada por unanimidade pelo conselho intermunicipal da CIMBAL, que desta forma manifesta "publicamente o seu descontentamento sobre a forma como este território [do Baixo Alentejo] tem sido tratado pelos sucessivos governos".
Para a CIMBAL, "o dinamismo regional obriga a que as acessibilidades possam dar resposta às necessidades de deslocação de pessoas, bens e serviços", sendo que, no caso das acessibilidades rodoviárias, os municípios lembram que "há investimentos iniciados e não concluídos" e "promessas antigas, renovadas por cada governo, mas lamentavelmente incumpridas".
"A actividade económica, substancialmente intensificada mercê do regadio de Alqueva, exige uma rede viária com condições de circulação e não a de que dispomos actualmente, colocando em causa a segurança dos seus utilizadores", acrescenta a CIMBAL.
Na tomada de posição pública, os municípios afirmam ainda ser "ultrajante e até ofensivo o serviço disponível no troço [ferroviário] Beja-Casa Branca", considerando que a electrificação desta linha "é a única alternativa possível" para o distrito "dispor de um erviço ferroviário que ligue a região ao resto do país."
A CIMBAL lamenta ainda que o aeroporto de Beja continue "sem utilização condizente com a capacidade instalada", defendendo que esta infra-estrutura "seja integrada numa estratégia nacional, potenciando a sua utilização com carácter regular". "É imperativo construir uma estratégia concertada com o Governo, a região, a empresa concessionária e outras entidades responsáveis", acrescenta.
Tudo isto leva os municípios a concluir que "é necessário que a administração central possa ser um parceiro activo, assumindo as suas responsabilidades e competências". "O Governo pode contar connosco como parceiros privilegiados no desenvolvimento da nossa região, de forma a podermos contribuir para o todo nacional. Mas pode também contar connosco a reivindicar e a lutar por aquilo que qualquer cidadão deste país deve ter direito", remata a CIMBAL.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - segunda, 22/10/2018
BE que mais investimento
na Saúde para o interior
A líder do Bloco de Esquerda (BE) esteve neste domingo, 21 de Outubro, em Castro Verde, onde defendeu, no âmbito do Orçamento do Estado para 2019, um maior investimento no interior do país, sobretudo na área da Saúde.
07h00 - segunda, 22/10/2018
Vaivém Oceanário
na cidade de Beja
O Vaivém Oceanário chega a Beja nesta segunda-feira, 22 de Outubro, ficando na cidade até ao próximo domingo, 28, numa iniciativa da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja.
07h00 - segunda, 22/10/2018
Semana gastronómica
da caça em Mértola
A Câmara de Mértola promove a partir desta segunda-feira, 22 de Outubro, a Semana Gastronómica da Caça, que vai decorrer até ao próximo domingo, 28, no âmbito de mais uma edição da Feira da Caça de Mértola.
07h00 - segunda, 22/10/2018
Almodôvar instala LED em todo o concelho
A Câmara de Almodôvar está a proceder à substituição das luminárias convencionais da rede de iluminação pública oir novas lâmpadas LED, "mais modernas, económicas, ecológicas e eficientes", num investimento de 185 mil euros.
07h00 - domingo, 21/10/2018
Resialentejo promove
igualdade de género
A empresa intermunicipal Resialentejo adjudicou a uma empresa da região a elaboração do Plano para a Igualdade, para ir de encontro à Lei 62/2017, que prevê a representação equilibrada de mulheres e homens na administração de empresas públicas ou cotadas em bolsa.

Data: 12/10/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial