07h00 - quinta, 11/10/2018

Centro de Transferência
de Tecnologia em Ferreira

Centro de Transferência de Tecnologia em Ferreira

Potenciar resultados da investigação e desenvolvimento gerados pelas entidades científicas e tecnológicas é um dos pressupostos do novo Centro de Transferência de Tecnologia, que vai funcionar no Ninho de Empresas de Ferreira do Alentejo.
A nova estrutura foi apresentada na terça-feira, 9, e resulta de uma parceria entre a Câmara de Ferreira do Alentejo e o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL).
"Trata-se de um projecto que pretende potenciar resultados da investigação e desenvolvimento gerados pelas entidades científicas e tecnológicas, com o objectivo de promover a ligação entre as empresas e as unidades de investigação e conhecimento", adianta José Guerra, vereador na Câmara de Ferreira do Alentejo.
De acordo com o autarca socialista, a instalação deste Centro de Transferência de Tecnologia em Ferreira do Alentejo "permite também a criação de condições para a crescente atração de empresas diferenciadas e inovadoras para o concelho", melhorando "o nível de intensidade tecnológica regional" e disponibilizando "de forma sustentável, consistente e inovadora, soluções face aos problemas e desafios dos parceiros e clientes".
O novo Centro de Transferência de Tecnologia vai actuar em quatro áreas, a começar pela transferência de tecnologia através da adaptação da tecnologia a situações específicas, produção de documentação de suporte e apoio na transferência do conhecimento tecnológico.
Na área da consultoria tecnológica a nova infra-estrura vai permitir o apoio na identificação e resolução de problemas, na identificação de oportunidades de inovação e de desenvolvimento tecnológico, e na definição de estratégias de adopção de tecnologias.
A incubação tecnológica é outra das áreas de actuação do novo centro, prestando apoio no desenvolvimento de acções para incubação tecnológica em contexto industrial e permitindo o acesso a equipas de engenharia e de investigação com elevada experiência, a procura de financiamentos para projectos de validação tecnológica e criação de produto, e o apoio no estabelecimento de parcerias.
Finalmente, em matéria de dinamização de actividades de investigação, será possível utilizar o Centro para a identificação de linhas emergentes de acção, dentro das linhas temáticas desenvolvidas pelo CEBAL, que exijam desenvolvimento de investigação para uma futura aplicação tecnológica, no apoio à identificação do problema ou da oportunidade, e na identificação das áreas de conhecimento e/ou tecnologias aplicáveis.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h49 - terça, 16/10/2018
Nova exposição
em Castro Verde
O Fórum Municipal de Castro Verde recebe a partir desta terça-feira, 16 de Outubro, a exposição "Castro Verde, Identidade e Memória: IV Séculos de Registos", que tem por base registos do Arquivo Distrital de Beja.
07h00 - terça, 16/10/2018
Odemira celebra Dia
da Responsabilidade Social
A Câmara de Odemira promove nesta terça-feira, 16 de Outubro, o Dia da Responsabilidade Social, dinamizado no âmbito do Ser Responsável-Programa de Responsabilidade Social das Empresas do Concelho de Odemira.
07h00 - terça, 16/10/2018
Obra do novo Palácio
de Justiça de Beja avança
Foi publicado nesta segunda-feira, 15, o despacho da secretária de Estado Adjunta e da Justiça, Helena Ribeiro, que autoriza o Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) a avançar com o procedimento de concurso para a construção do novo Palácio de Justiça de Beja, investimento avaliado em quatro milhões de euros.
07h00 - segunda, 15/10/2018
Obras para minimizar
poeiras em Aljustrel
A Almina–Minas do Alentejo, proprietária das minas de Aljustrel, vai avançar com novas medidas de minimização da dispersão de poeiras, nomeadamente na zona da britagem de superfície e da lavaria na sua área industrial, localizada a oeste da "vila mineira".
07h00 - segunda, 15/10/2018
Aljustrel: Saúde sem registo de alterações
O presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo garante que não se têm verificado "alterações nem aumento da procura" dos serviços de Saúde por parte da população de Aljustrel nas patologias que podem ser ligadas à questão da qualidade do ar.

Data: 12/10/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial