07h00 - terça, 06/11/2018

CM Castro Verde revela
resultados da auditoria

CM Castro Verde revela resultados da auditoria

A auditoria externa às contas da Câmara de Castro Verde no quadriénio 2014-2018, de gestão CDU, confirma "prejuízos de forma consecutiva" e sublinha que nesse período a autarquia "assumiu compromissos sem ter assegurado as fontes de financiamento".
O documento, elaborado pelos auditores Oliveira, Reis & Associados, SREC, Lda, foi apresentado em reunião de Câmara no passado dia 25 de Outubro e confirma que a autarquia apresentou no quadriénio 2014-2017 "prejuízos de forma consecutiva".
A par disso, acrescenta o relatório, perante a "significativa diminuição" da receita proveniente da Derrama, não terá sido acautelado o "acréscimo de risco relativamente às decisões de gestão tomadas desde então", além de que a operacionalidade" da Câmara Municipal foi "verdadeiramente insuficiente para compensar os custos da sua actividade".
No relatório, os auditores sublinham igualmente que entre 2014 e 2018 não foram tomadas as medidas necessárias para contrariar a tendência negativa da situação económica da autarquia, referindo ainda que o executivo em funções nesse período tomou a opção de adjudicar a construção das estradas entre Castro Verde, Santa Bárbara de Padrões e a mina de Neves-Corvo "sem ter assegurado as fontes de financiamento para o efeito, nomeadamente, não acautelando a diminuição da receita da Derrama que se tem vindo a observar nos últimos anos".
A auditoria observa ainda que, em quatro exercícios consecutivos, o auditor externo da Câmara Municipal (Marques, Cruz & Associados, SROC, Lda.) emitiu "reserva por desacordo relativamente ao valor do património inscrito no balanço do Município, não quantificando contudo o valor desse desacordo". Uma situação que, segundo o mesmo auditor externo, "fica a dever-se ao facto de ainda não se encontrarem reconhecidas nas demonstrações financeiras 'diversas operações urbanísticas, arruamentos e benfeitorias'".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
22h13 - sexta, 10/07/2020
Covid-19: Testes negativos a
trabalhadores da Somincor
Os trabalhadores da Somincor, empresa mineira de Neves-Corvo, testados nesta quinta-feira, 9, ao coronavírus Covid-19 tiveram resultado negativo, adianta a Câmara Municipal e o Serviço Municipal de Protecção Civil de Castro Verde.
07h00 - sexta, 10/07/2020
Criminalidade diminuiu no distrito de Beja em 2019
O distrito de Beja é o quinto mais seguro em todo o país, tendo registado um decréscimo na criminalidade geral em 2019.
07h00 - sexta, 10/07/2020
Programa de apoio à
cultura esgotado em Beja
A cidade de Beja vai receber, nos próximos meses, três exposições, cinco sessões de contos, quatro sessões de teatro e marionetas e 11 espectáculos musicais, fruto das candidaturas apresentadas ao Programa Municipal de Apoio à Cultura (PEAC).
07h00 - sexta, 10/07/2020
Diocese de Beja assinala
250 anos da sua restauração
A 10 de Julho de 1770 foi restaurada, pelo Papa Clemente XIV, a Diocese de Beja, data assinalada 250 anos depois neste fim-de-semana, 10 a 12, com diversas iniciativas de cariz religioso.
07h00 - sexta, 10/07/2020
Um caso de Covid-19
identificado em Neves-Corvo
Um trabalhador da Somincor residente no concelho de Almodôvar foi identificado como estando infectado com Covid-19, adiantaram nesta quinta-feira, 9, a Câmara Municipal e o Serviço Municipal de Protecção Civil de Castro Verde.

Data: 10/07/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial