07h00 - quinta, 17/01/2019

JF São Luís dinamiza
projecto ambiental

JF São Luís dinamiza projecto ambiental

Na freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, "escalabardo" é o nome dado pelos seus habitantes ao saca-rabos, mas também a designação oficial de um projecto ambiental, social e comunitário que a Junta de Freguesia local tem vindo a dinamizar.
"O 'escalabardo' é normalmente avistado em comunidade, ao qual associamos um sentimento de pertença ao grupo, em comunhão com a natureza, que considerámos encaixar na missão do nosso projecto ambiental", justifica ao "CA" o presidente da Junta de Freguesia de São Luís.
De acordo com Fernando Parreira, o projecto "Escalabardo" arrancou em 2018 e vai prolongar-se até Março deste ano, tratando-se de "uma iniciativa ambiental, social e comunitária" que consiste "na criação, produção e venda de produtos de base têxtil, em resultado de um trabalho artístico de transformação de roupas/ têxteis usados".
"Avançámos com esta iniciativa porque neste executivo acreditamos que é essencial que o Poder Local e as comunidades sejam pró-activas no combate aos desafios locais, nacionais e globais inerentes aos problemas ambientais. Nesse sentido, decidimos que, apesar de ser o primeiro ano de mandato, era importante avançar com uma candidatura/ projecto que nos comprometesse a contribuir para a economia circular e sustentabilidade ambiental", vinca Fernando Parreira.
"Por outo lado, a oportunidade de desenvolver um projecto ao nível da economia circular, um conceito inovador na área ambiental, que assenta num processo que integra a redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia, foi também umas das motivações para avançarmos", acrescenta o autarca.
Para Fernando Parreira, as mais-valias deste projecto são evidentes e passam por "desenvolver uma resposta local prática a um problema ambiental local/ nacional/ global" e "constituir-se como uma boa prática e exemplo para outras iniciativas deste âmbito". "Apoiar e capacitar pessoas em situação de vulnerabilidade económica" e "poder consolidar-se como um projecto sustentável de estímulo à economia circular na freguesia de São Luís" são outras das virtudes do programa apontadas pelo presidente da Junta de São Luís.
O projecto "Escalabardo" já está em execução e o seu atelier está situado nas instalações do Cerro do Moinho. A iniciativa representa um investimento de quase 25 mil euros, tendo um financiamento de 85% através do Fundo Ambiental, promovido pelo Ministério do Ambiente para apoiar políticas ambientais para a prossecução dos objectivos do desenvolvimento sustentável. O projecto conta ainda com a colaboração da empresa Ecosativa-Consultoria Ambiental e da designer de moda Ana Baleia.
Para já, revela o presidente da Junta de São Luís, "o foco está na experimentação e criação dos produtos e da marca", estando "prevista uma apresentação pública do projecto em final de Janeiro". "O contrato de colaboração prevê a sua implantação até Março de 2019, mas a nossa intenção é que até essa data possamos definir estratégias para a sua sustentabilidade futura", conclui Fernando Parreira.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 19/07/2019
Ourique recebeu
comandante da ANPC
O comandante da Autoridade Nacional da Protecção Civil (ANPC), coronel José Manuel da Costa, visitou nesta quinta-feira, 18, o Centro de Meio Aéreos de Ourique e o quartel dos Bombeiros Voluntários locais.
07h00 - sexta, 19/07/2019
Ministro do Ambiente no distrito de Beja
O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, realiza nesta sexta-feira, 19, um roteiro dedicado à água no distrito de Beja, passando pelos concelhos de Beja, Aljustrel e Odemira, além de Santiago do Cacém.
15h58 - quinta, 18/07/2019
Detido com 329 doses de heroína em Castro Verde
Um homem com 52 anos foi detido "em flagrante delito" nesta quinta-feira, 18, pela GNR em Castro Verde, pelo crime de tráfico de estupefacientes, tendo em sua posse 329 doses de heroína.
07h00 - quinta, 18/07/2019
CM Almodôvar vai requalificar Campo das Eiras
Um espaço de "encontro, interacções, conexões e de manifestações culturais e sociais": é desta forma que a Câmara de Almodôvar apresenta o futuro Complexo Multiusos Campo das Eiras, que irá surgir no lugar do "velhinho" Campo das Eiras, antigo recinto de futebol e onde se realiza anualmente a Feiras das Artes e Cultura de Almodôvar (FACAL).
07h00 - quinta, 18/07/2019
"FACECO é atractiva
para todos os públicos"
Na véspera do arranque de mais uma edição da Feira das Actividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira (FACECO), que se realiza entre sexta-feira e domingo, dias 19 e 21, em São Teotónio, o presidente da Câmara de Odemira revela ao "CA" que o evento é muito importante para o município.

Data: 12/07/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial