07h00 - quinta, 17/01/2019

JF São Luís dinamiza
projecto ambiental

JF São Luís dinamiza projecto ambiental

Na freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, "escalabardo" é o nome dado pelos seus habitantes ao saca-rabos, mas também a designação oficial de um projecto ambiental, social e comunitário que a Junta de Freguesia local tem vindo a dinamizar.
"O 'escalabardo' é normalmente avistado em comunidade, ao qual associamos um sentimento de pertença ao grupo, em comunhão com a natureza, que considerámos encaixar na missão do nosso projecto ambiental", justifica ao "CA" o presidente da Junta de Freguesia de São Luís.
De acordo com Fernando Parreira, o projecto "Escalabardo" arrancou em 2018 e vai prolongar-se até Março deste ano, tratando-se de "uma iniciativa ambiental, social e comunitária" que consiste "na criação, produção e venda de produtos de base têxtil, em resultado de um trabalho artístico de transformação de roupas/ têxteis usados".
"Avançámos com esta iniciativa porque neste executivo acreditamos que é essencial que o Poder Local e as comunidades sejam pró-activas no combate aos desafios locais, nacionais e globais inerentes aos problemas ambientais. Nesse sentido, decidimos que, apesar de ser o primeiro ano de mandato, era importante avançar com uma candidatura/ projecto que nos comprometesse a contribuir para a economia circular e sustentabilidade ambiental", vinca Fernando Parreira.
"Por outo lado, a oportunidade de desenvolver um projecto ao nível da economia circular, um conceito inovador na área ambiental, que assenta num processo que integra a redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia, foi também umas das motivações para avançarmos", acrescenta o autarca.
Para Fernando Parreira, as mais-valias deste projecto são evidentes e passam por "desenvolver uma resposta local prática a um problema ambiental local/ nacional/ global" e "constituir-se como uma boa prática e exemplo para outras iniciativas deste âmbito". "Apoiar e capacitar pessoas em situação de vulnerabilidade económica" e "poder consolidar-se como um projecto sustentável de estímulo à economia circular na freguesia de São Luís" são outras das virtudes do programa apontadas pelo presidente da Junta de São Luís.
O projecto "Escalabardo" já está em execução e o seu atelier está situado nas instalações do Cerro do Moinho. A iniciativa representa um investimento de quase 25 mil euros, tendo um financiamento de 85% através do Fundo Ambiental, promovido pelo Ministério do Ambiente para apoiar políticas ambientais para a prossecução dos objectivos do desenvolvimento sustentável. O projecto conta ainda com a colaboração da empresa Ecosativa-Consultoria Ambiental e da designer de moda Ana Baleia.
Para já, revela o presidente da Junta de São Luís, "o foco está na experimentação e criação dos produtos e da marca", estando "prevista uma apresentação pública do projecto em final de Janeiro". "O contrato de colaboração prevê a sua implantação até Março de 2019, mas a nossa intenção é que até essa data possamos definir estratégias para a sua sustentabilidade futura", conclui Fernando Parreira.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 20/11/2019
Câmara de Almodôvar
distinguida pelo IEFP
A Câmara de Almodôvar foi distinguida com a marca "Entidade Empregadora Inclusiva 2019", atribuída de dois em dois anos pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) como forma de reconhecer publicamente "práticas de gestão abertas e inclusivas, desenvolvidas por entidades empregadoras, relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade".
07h00 - quarta, 20/11/2019
Junta de Mértola
incentiva poupança
A Junta de Freguesia de Mértola sorteou, no final de Outubro, aquando das comemorações do Dia Mundial da Poupança, três contas-poupança para crianças do pré-escolar e primeiro ciclo.
07h00 - terça, 19/11/2019
CDU e PS trocam
críticas em Castro Verde
As concelhias da CDU e do PS de Castro Verde emitiram comunicados onde trocam diversas críticas, com os comunistas a considerarem que os dois anos de mandato autárquico do PS no concelho têm sido de "má gestão", ao passo que os socialistas acusam a CDU de preferir "esconder a verdade" e de "não fazer oposição séria".
07h00 - terça, 19/11/2019
Câmara de Beja exige
requalificação da EN 121
A Câmara de Beja exige que o novo Governo tome "medidas rápidas" quer permitam a recuperação do pavimento da Estrada Nacional (EN) 121/ IP 8, no troço que abrange o concelho de Beja.
07h00 - terça, 19/11/2019
Ourique investe
143 mil euros
na Educação
A Câmara de Ourique viu aprovada por fundos comunitários uma candidatura no valor de quase 144 mil euros para a aquisição de equipamentos para todas as escolas do pré-escolar e do primeiro ciclo do concelho (com excepção de Ourique, que obteve financiamento há menos de 10 anos) e para a Escola Básica (EB) 2,3.

Data: 08/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial