07h00 - quarta, 13/02/2019

CPCJ de Castro Verde aposta na prevenção

CPCJ de Castro Verde aposta na prevenção

"Atacar" as áreas em que o tecido social do concelho "revela maiores fragilidades": é esta grande meta do plano de intervenção da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Castro Verde para 2019. Apresentado publicamente no final de Janeiro, o plano aposta, sobretudo, na área da prevenção, no sentido de reduzir ao máximo o número de situações que coloquem crianças e jovens em risco.
"Conscientes da nossa missão e da responsabilidade de trabalharmos de forma profícua para a promoção e proteção das crianças e jovens do nosso concelho, assumimos que no corrente ano o nosso plano de acção deveria ter um especial enfoque na área da prevenção, através de iniciativas consideradas adequadas à nossa realidade social e cultural", adianta ao "CA" o presidente da CPCJ de Castro Verde, José Francisco Colaço Guerreiro.
De acordo com este responsável, o plano de intervenção previsto para 2019 pretende "prevenir e promover os direitos das crianças e jovens" do concelho e "consciencializar a comunidade para a participação de todos na educação, formação e segurança" destes. Desenvolver "um programa de cooperação, com entidades públicas e privadas, assumindo a CPCJ um papel aglutinador e dinamizador na prevenção primária de situações de risco ou perigo" é o outro grande objectivo do plano, que dará grande enfoque às áreas da Violência Doméstica e do Absentismo Escolar.
"Ao delinearmos uma estratégia de intervenção, concluímos ser de primordial interesse 'atacarmos' as áreas em que o nosso tecido social revela maiores fragilidades. Assim, recorremos às estatísticas e verificámos que, efectivamente, os casos de maior incidência em termos de sinalizações na nossa CPCJ derivam de problemas identificados com a violência doméstica e com o absentismo escolar", justifica Colaço Guerreiro.
No caso da Violência Doméstica, a CPCJ de Castro Verde pretende "confrontar a comunidade com a realidade" deste flagelo e "tentar compreender as causas" do mesmo. Nesse sentido, entre as acções previstas no plano de acção destaque para a organização da exposição "Aqui Morreu uma Mulher/ Juntos Contra a Violência" (de 2 a 14 de Abril) e um debate na Rádio Castrense sobre o tema (a 8 de Abril).
Relativamente ao Absentismo Escolar, o plano de acção da CPCJ de Castro Verde para 2019 ambiciona, entre outros pontos, "sensibilizar e responsabilizar os pais pela assiduidade dos seus educandos" e "promover a escola como meio decisivo para a integração plena dos jovens na sociedade". Sessões com pais, alunos, professores e auxiliares escolares são as actividades previstas.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 17/05/2019
Descentralização de competências:
"Estamos a dar um passo enorme"
Em entrevista ao "CA" o secretário de Estado das Autarquias Locais avalia a forma como os municípios estão a responder ao processo de descentralização de competências do Estado nas câmaras municipais, juntas de freguesia e comunidades intermunicipais.
07h00 - sexta, 17/05/2019
Campanha da CDU
no distrito de Beja
O cabeça-de-lista da CDU nas eleições Europeias de 2019, agendadas para 26 de Maio, vai estar nesta sexta-feira, 17, no distrito de Beja, passando por quatro concelhos em campanha.
11h00 - quinta, 16/05/2019
CDS faz campanha para
as Europeias em Beja
A campanha do CDS-PP para as eleições Europeias 2019, agendadas para 26 de Maio, passa nesta quinta-feira, 16, pelo distrito de Beja, com duas acções com o cabeça-de-lista Nuno Melo.
07h34 - quinta, 16/05/2019
Historiador de Beja
vai dirigir MNAA
O bejense Joaquim Caetano vai ser o novo director do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa, a partir do próximo mês de Junho, anunciou nesta semana a ministra da Cultura, Graça Fonseca.
07h00 - quinta, 16/05/2019
Ferreira do Alentejo
quer estradas reparadas
O estado de "degradação acentuada" de algumas das estradas nacionais que cruzam o concelho de Ferreira do Alentejo levou o presidente da autarquia local a solicitar, junto da empresa Infra-estruturas de Portugal (IP), as "obras adequadas" para resolver os problemas das vias mais afectadas.

Data: 17/05/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial