07h00 - quinta, 16/05/2019

Presidente da CM Mértola: "É um festival genuíno"

Presidente da CM Mértola: "É um festival genuíno"

No dia em que arranca a 10ª edição do Festival Islâmico de Mértola, o presidente da Câmara Municipal local revela ao "CA" que o segredo do evento está na sua capacidade de ser genuíno. "Uma das questões fundamentais para a consolidação deste festival tem sido a sua genuinidade. O facto de não se criarem cenários, de não termos aqui pessoas a encenar como se de teatro se tratasse", afirma Jorge Rosa.

O que faz o Festival Islâmico de Mértola ser um evento especial e cada vez maior?
Julgo que uma das questões fundamentais para a consolidação deste festival tem sido a sua genuinidade. O facto de não se criarem cenários, de não termos aqui pessoas a encenar como se de teatro se tratasse… É de facto um festival com genuinidade, tendo em Mértola por estes dias comerciantes marroquinos, um centro histórico real e muito semelhante a uma medina árabe, e termos toda a dinâmica e actividade cultural idênticas às que existem nesses locais, enriquecidas por outras actividades puramente alentejanas. Por outro lado, o facto de termos conseguido – sempre com muito rigor e alguma disciplina – manter esta filosofia do festival, direcionando sempre o evento para aquilo que é a cultura mediterrânica, para o bom Islão. E outra questão sempre muito importante – e que tem feito do festival aquilo que conhecemos hoje – é a capacidade de a autarquia ter realizado e ter criado parcerias com diversas entidades. Já são algumas dezenas e todas elas dão um contributo para a grandiosidade e para o sucesso deste festival.

A par da história e da tradição, este evento é essencial para a economia local?
Sim, são quatro dias em que Mértola se transforma completamente para receber os milhares de visitantes e para isso muito contribui o comércio local, que se prepara servir bem as pessoas. Muito contribui também a comunidade mertolense, que nestas alturas abre as portas de suas casas e recebe famílias, aproveitando para realizar alguma receita, nomeadamente alojamentos e restauração. Portanto, esta colaboração extraordinária destas pessoas na altura do festival também é muito importante para que a receita criada pelo festival fique no território, nomeadamente em Mértola.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sexta, 17/05/2019
Descentralização de competências:
"Estamos a dar um passo enorme"
Em entrevista ao "CA" o secretário de Estado das Autarquias Locais avalia a forma como os municípios estão a responder ao processo de descentralização de competências do Estado nas câmaras municipais, juntas de freguesia e comunidades intermunicipais.
07h00 - sexta, 17/05/2019
Campanha da CDU
no distrito de Beja
O cabeça-de-lista da CDU nas eleições Europeias de 2019, agendadas para 26 de Maio, vai estar nesta sexta-feira, 17, no distrito de Beja, passando por quatro concelhos em campanha.
11h00 - quinta, 16/05/2019
CDS faz campanha para
as Europeias em Beja
A campanha do CDS-PP para as eleições Europeias 2019, agendadas para 26 de Maio, passa nesta quinta-feira, 16, pelo distrito de Beja, com duas acções com o cabeça-de-lista Nuno Melo.
07h34 - quinta, 16/05/2019
Historiador de Beja
vai dirigir MNAA
O bejense Joaquim Caetano vai ser o novo director do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa, a partir do próximo mês de Junho, anunciou nesta semana a ministra da Cultura, Graça Fonseca.
07h00 - quinta, 16/05/2019
Ferreira do Alentejo
quer estradas reparadas
O estado de "degradação acentuada" de algumas das estradas nacionais que cruzam o concelho de Ferreira do Alentejo levou o presidente da autarquia local a solicitar, junto da empresa Infra-estruturas de Portugal (IP), as "obras adequadas" para resolver os problemas das vias mais afectadas.

Data: 17/05/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial