07h00 - sexta, 18/10/2019

"Feira de Castro é uma bandeira do concelho"

"Feira de Castro é uma bandeira do concelho"

O vice-presidente da Câmara de Castro Verde, David Marques, garante ao "CA" que valorização da Feira de Castro tem sido uma das apostas do actual executivo, considerando que o evento continua a ser um momento "de reencontro dos castrenses".

Que representa a Feira de Castro para a comunidade e para os castrenses?
A Feira de Castro é o momento, por excelência, de reencontro dos castrenses. O regresso a Castro Verde na semana da feira é uma constante dos castrenses que, por qualquer motivo, rumaram a outras paragens. Assiste-se a reuniões de família em quase todas as casas, acto contínuo, que se reflecte nas ruas nos dias que antecedem e durante a feira. Por outro lado, a Feira de Castro continua a ser o principal motivo de visita anual de todos os que vindos da região e de diferentes pontos do país, descobrem ou regressam a Castro Verde por ocasião da feira, a maior feira tradicional do sul.

De que forma está o Município a tentar valorizar este evento? Porquê?
A valorização da feira tem sido uma aposta do Município de Castro Verde, que pelo segundo ano consecutivo organiza o Almoço-convívio dos Castrenses na Diáspora, procurando criar um momento de encontro comunitário, que reforce os laços de identidade. Por outro lado, também pelo segundo ano, faremos da Praça da República palco importante da festa da feira, com espectáculos nas noites de sexta e de sábado [dias 18 e 19], que unem a música tradicional, o baile, a música pop e rock e a música electrónica, cruzando diferentes gerações, prolongando o espirito da feira pela noite dentro. Este ano a grande aposta passa pelo reforço da visibilidade nacional através da cobertura televisiva com a participação do programa "Somos Portugal", da TVI, que permitirá assegurar a visibilidade da Feira e de Castro Verde durante cerca de seis horas na tarde de domingo, no programa televisivo com maior audiência do género. O investimento na Feira de Castro é crucial para tirar partido económico e social de uma das maiores bandeiras do concelho.

Em tempos de inovação, que espaço tem a tradição num evento como a Feira de Castro?
A tradição tem presença cativa na programação da feira. A aposta no desfile e encontro de cante, com a presença de grupos corais, durante o sábado, que animará a Praça da Republica em tarde de feira, partilhando palco com o folclore, é disso exemplo. Na noite de sábado, 19, numa organização da Cortiçol, com o apoio do Município, tem lugar de destaque o Cante ao Baldão e a Viola Campaniça, que reúne em mais um encontro, no Fórum Municipal, pelas 21h30 os cantadores e tocadores das região que se voltam a encontrar à volta da mesa.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sábado, 14/12/2019
Praça Dr. Carlos Moreira
inaugurada em Beringel
Os presidentes da Câmara de Beja e da Junta de Freguesia de Beringel, Paulo Arsénio e Vítor Besugo, respectivamente, inauguram neste sábado, 14, pelas 11h30, a requalificada Praça Dr.
07h00 - sexta, 13/12/2019
Estação Biológica
apresentada em Mértola
A Câmara de Mértola promove nesta sexta-feira, 13 de Dezembro, a apresentação pública da futura Estação Biológica de Mértola, que ficará situada no antigo edifício dos silos da EPAC.
07h00 - sexta, 13/12/2019
PS elogia reabertura
da Basílica de Castro
A Concelhia de Castro Verde do PS assinala "com grande alegria" a reabertura ao culto da Basílica Real da vila, concretizada na último domingo, 8, após uma primeira fase de obras de requalificação avaliadas em 65 mil euros.
07h00 - sexta, 13/12/2019
Câmara de Castro Verde
investe na área social
A Câmara de Castro Verde concedeu, ao longo do ano de 2019, um montante de cerca de 276 mil euros em auxílios financeiros às diferentes organizações de carácter social do concelho e em apois na área social.
07h00 - quinta, 12/12/2019
Agricultores e PSD contestam
restrições nas agro-ambientais
A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) e a Distrital de Beja do PSD vieram a público contestar a decisão do Ministério da Agricultura de de restringir os apoios às medidas agro-ambientais a uma medida por beneficiário até ao próximo quadro comunitário.

Data: 06/12/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial