07h00 - quinta, 07/11/2019

Câmara quer
melhor serviço dos
CTT em Castro

Câmara quer melhor serviço dos CTT em Castro

A "fragilidade do serviço" na Estação dos CTT em Castro Verde e a "irregular e tardia distribuição de correspondência" no concelho está a preocupar a Câmara Municipal local, que já solicitou reuniões com a administração da empresa postal e com o Ministério das Infra-estruturas, para exigir a reposição dos serviços com a normalidade desejada. Em paralelo, a autarquia está a preparar uma exposição sobre a situação dos CTT em Castro Verde para apresentar à ANACOM-Autoridade Nacional de Comunicações, entidade que regula o sector das comunicações, incluindo as postais.
Em comunicado enviado ao "CA", a Câmara de Castro Verde "manifesta publicamente o seu profundo desagrado e preocupação com a acelerada degradação dos serviços dos CTT" no concelho, "que, nas últimas semanas, se agravou de modo inaceitável".
"Neste momento, além da evidente fragilidade do serviço na Estação de Castro Verde e da irregular e tardia distribuição de correspondência nesta vila, estamos igualmente confrontados com graves problemas nas diferentes freguesias, ao ponto de a distribuição não estar a ser assegurada com normalidade. Muito longe disso", observa a autarquia.
No comunicado, a Câmara de Castro Verde diz ainda parecer ser "claro que a empresa CTT – Correios de Portugal, sobretudo depois do incompreensível processo de privatização, tem vindo a reduzir o quadro de pessoal e, desse modo, a prejudicar claramente as populações e o seu direito a um serviço postal público de qualidade".
"A Câmara Municipal de Castro Verde rejeita totalmente a situação com que estamos confrontados no concelho e exige à empresa CTT – Correios de Portugal que reponha urgentemente os serviços com a normalidade que todos desejamos e precisamos", conclui o comunicado da edilidade castrense.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 20/11/2019
Câmara de Almodôvar
distinguida pelo IEFP
A Câmara de Almodôvar foi distinguida com a marca "Entidade Empregadora Inclusiva 2019", atribuída de dois em dois anos pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) como forma de reconhecer publicamente "práticas de gestão abertas e inclusivas, desenvolvidas por entidades empregadoras, relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade".
07h00 - quarta, 20/11/2019
Junta de Mértola
incentiva poupança
A Junta de Freguesia de Mértola sorteou, no final de Outubro, aquando das comemorações do Dia Mundial da Poupança, três contas-poupança para crianças do pré-escolar e primeiro ciclo.
07h00 - terça, 19/11/2019
CDU e PS trocam
críticas em Castro Verde
As concelhias da CDU e do PS de Castro Verde emitiram comunicados onde trocam diversas críticas, com os comunistas a considerarem que os dois anos de mandato autárquico do PS no concelho têm sido de "má gestão", ao passo que os socialistas acusam a CDU de preferir "esconder a verdade" e de "não fazer oposição séria".
07h00 - terça, 19/11/2019
Câmara de Beja exige
requalificação da EN 121
A Câmara de Beja exige que o novo Governo tome "medidas rápidas" quer permitam a recuperação do pavimento da Estrada Nacional (EN) 121/ IP 8, no troço que abrange o concelho de Beja.
07h00 - terça, 19/11/2019
Ourique investe
143 mil euros
na Educação
A Câmara de Ourique viu aprovada por fundos comunitários uma candidatura no valor de quase 144 mil euros para a aquisição de equipamentos para todas as escolas do pré-escolar e do primeiro ciclo do concelho (com excepção de Ourique, que obteve financiamento há menos de 10 anos) e para a Escola Básica (EB) 2,3.

Data: 08/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial