09h30 - terça, 24/06/2008

Bispo de Beja critica empresários da região

Bispo de Beja critica empresários da região

O bispo de Beja atribui responsabilidades aos sucessivos governos e aos empresários pela desertificação crescente do Baixo Alentejo, garantindo mesmo que estes últimos não têm sido "suficientemente criativos" apesar de incentivados pelas autoridades competentes.
Em declarações ao "Correio Alentejo", D. António Vitalino Dantas encara a desertificação, e consequente despovoamento, da região como um fenómeno comum a todas as zonas do interior da Europa, que no Baixo Alentejo tem como faces mais visíveis a diminuição da taxa de natalidade e a ausência de ofertas de emprego.
"O Baixo Alentejo teria possibilidades de se desenvolver e aumentar a sua população se se criassem incentivos à fixação das pessoas – e isso tem que ver com o tipo de trabalhos que são oferecidos", adverte o bispo de Beja, para quem os projectos empresariais que são constantemente anunciados para a região têm como debilidade o facto de empregarem pouca gente.
"Fala-se muito de projectos, mas são projectos que ocupam pouca gente. Com as novas tecnologias, quase tudo é feito de forma automática. E as populações jovens quase não têm estímulos a ficar por aqui", assegura.
Como alternativa, D. António Vitalino Dantas sugere mais apoios às empresas e empresários locais, desde que estas empreguem pessoas da região. "Devem ser dados incentivos à empregabilidade das pessoas. Espaço tem o Alentejo. E num primeiro momento vai ser preciso rejuvenescer as idades do Alentejo. Porque em muitos lugares já quase não se encontram jovens".
A isto, o bispo de Beja junta ainda o apelo ao empreendedorismo dos empresários baixo-alentejanos, que, na sua opinião, "não têm sido suficientemente criativos". "Nos incentivos que têm tido, [os empresários] não o têm feito de uma maneira correcta, investindo mais no consumo do que na modernização das suas empresas", conclui.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 18/09/2019
Aulas de dança
em Almodôvar com
novos horários
A escola de dança da associação Almovimento, de Almodôvar, tem novos horários desde o início deste mês de Setembro, altura em que recomeçaram as aulas com o professor Fábio Duarte na Casa do Povo.
07h00 - quarta, 18/09/2019
Novos trilhos pedonais
no concelho de Aljustrel
A Câmara de Aljustrel viu aprovada, pelo Alentejo 2020, a candidatura a financiamento apresentada para o projecto que visa a criação de uma série de percursos pedonais no concelho.
17h07 - terça, 17/09/2019
Incêndio em Panóias
corta trânsito no IC1
Um incêndio numa zona de mato na área da União de Freguesias de Panóias e Conceição, no concelho de Odemira, está a ser combatido por 69 bombeiros e obrigou ao corte do IC1 nos dois sentidos entre a Estação de Ourique e o cruzamento de Panóias.
15h57 - terça, 17/09/2019
Faleceu ex-vereadora
da Câmara de Castro
Faleceu nesta terça-feira, 17 de Setembro, Maria Alice Guerreiro, de 72 anos, que foi vereadora da Câmara Municipal de Castro Verde, eleita pela CDU, no mandato de 1993 a 1997.
07h00 - terça, 17/09/2019
CM Castro Verde
transporta alunos até
à estação da Funcheira
A Câmara de Castro Verde tem abertas as inscrições para o serviço gratuito de transporte entre Castro Verde e a estação ferroviária da Funcheira, destinado a alunos do concelho que frequentam o ensino superior e outros estabelecimentos de ensino em Lisboa e no Algarve.

Data: 13/09/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial