09h05 - sexta, 30/10/2009

Rio Guadiana vai ter melhores cais e navegabilidade

Rio Guadiana vai ter melhores cais e navegabilidade

A valorização do rio Guadiana com beneficiação dos cais de acostagem e a sua navegabilidade é um dos projectos futuros do programa transfronteiriço do Algarve, Alentejo e Andaluzia até 2013.
"Há um problema político do assoreamento do rio internacional Guadiana que esperamos que fique resolvido rapidamente", disse hoje João Faria, presidente Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região (CCDR) Algarve.
O responsável falava à margem da primeira edição do "Andalusíadas 2009", que está a decorrer hoje, e até sexta-feira, em Faro.
As regiões portuguesas do Algarve e Alentejo e a comunidade espanhola da Andaluzia estão a debater a cooperação transfronteiriça naquela que é a primeira edição do fórum "Andalusíadas 2009", um encontro que visa abordar as realidades económicas, culturais e sociais das três regiões.
O presidente da CCDR Algarve estima que o rio Guadiana e a sua barra possam ser navegáveis em breve, nomeadamente através do projecto "Andalbágua" inserido no programa transfronteiriço Espanha-Portugal 2007-2013.
O programa transfronteiriço vai dispor de 22,3 milhões de euros, uma fatia bem menor de fundos comunitários se compararmos que os 800 milhões de euros disponibilizados no quadro de apoio anterior, recordou Nuno Venade, vice-presidente da CCDR Algarve.
Para o Algarve vão estar disponíveis 6,6 milhões de euros até 2013, mas a maior fatia é destinada a Andaluzia.
O "Andalbágua" é uma sigla que significa Andaluzia, Alentejo, Algarve e baixo Guadiana e é um projecto na área do ordenamento do território que tem como principal componente o desenvolvimento, a preservação e a valorização num território que vai desde Mértola até Vila Real de Santo António", explicou o responsável.
O Guadiana no troço do Baixo Alentejo é um rio praticamente virgem que tem uma paisagem única e inviolada e no conceito europeu é talvez um dos últimos rios internacionais que tem a sua paisagem protegida.
O "Andalbágua" tem várias componentes imateriais e algumas materiais como a beneficiação de cais de acostagem e sobretudo o estudo da valorização de território de ambos os lados da fronteira através da compatibilização dos projectos de ordenamento de território, acrescentou.
O fórum "Andaluzíadas 2009" é o primeiro encontro para discutir a cooperação transfronteiriça tanto no âmbito dos projectos aprovados e financiados com fundos comunitários, como também para pôr em evidência um programa cultural que o acompanha, acrescentou Nuno Venade.
O "Andaluzíadas 2009" vai realizar-se anualmente e será organizado, sucessivamente, pelas três regiões envolvidas: Algarve, Alentejo e Andaluzia.
Já foram aprovados 14 projectos para o Algarve, nomeadamente um projecto de cooperação intersindical transfronteiriça entre Andaluzia e o Algarve, um observatório da Saúde, e um plano integral para o desenvolvimento empresarial transfronteiriço entre outras componentes com o desenvolvimento de uma rede wireless para Alcoutim.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - sábado, 14/12/2019
Praça Dr. Carlos Moreira
inaugurada em Beringel
Os presidentes da Câmara de Beja e da Junta de Freguesia de Beringel, Paulo Arsénio e Vítor Besugo, respectivamente, inauguram neste sábado, 14, pelas 11h30, a requalificada Praça Dr.
07h00 - sexta, 13/12/2019
Estação Biológica
apresentada em Mértola
A Câmara de Mértola promove nesta sexta-feira, 13 de Dezembro, a apresentação pública da futura Estação Biológica de Mértola, que ficará situada no antigo edifício dos silos da EPAC.
07h00 - sexta, 13/12/2019
PS elogia reabertura
da Basílica de Castro
A Concelhia de Castro Verde do PS assinala "com grande alegria" a reabertura ao culto da Basílica Real da vila, concretizada na último domingo, 8, após uma primeira fase de obras de requalificação avaliadas em 65 mil euros.
07h00 - sexta, 13/12/2019
Câmara de Castro Verde
investe na área social
A Câmara de Castro Verde concedeu, ao longo do ano de 2019, um montante de cerca de 276 mil euros em auxílios financeiros às diferentes organizações de carácter social do concelho e em apois na área social.
07h00 - quinta, 12/12/2019
Agricultores e PSD contestam
restrições nas agro-ambientais
A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) e a Distrital de Beja do PSD vieram a público contestar a decisão do Ministério da Agricultura de de restringir os apoios às medidas agro-ambientais a uma medida por beneficiário até ao próximo quadro comunitário.

Data: 06/12/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial