08h42 - segunda, 12/07/2010

Polémica: Concurso público na Câmara de Serpa ganho pela filha do presidente

Polémica: Concurso público na Câmara de Serpa ganho pela filha do presidente

O PS quer avaliar o concurso público para um cargo de engenheiro civil da Câmara Municipal de Serpa que foi ganho pela filha do presidente do município e cujo júri era presidido por um primo do autarca.
Os eleitos do PS na Assembleia Municipal de Serpa querem "avaliar o processo de selecção", porque "receberam uma carta de um dos candidatos excluídos" e "há vários elementos que suscitam dúvidas", explicou o coordenador da bancada socialista daquele órgão, Paulo Pisco.
Entre os elementos, precisou, consta "a coincidência" de a candidata escolhida ser Amélia Rocha da Silva, filha do presidente da Câmara, João Rocha.
Por outro lado, o júri do concurso era presidido por "um primo do autarca e da seleccionada", Carlos Rocha, disse Paulo Pisco, frisando tratar-se de "um grau de parentesco tipificado na lei e que inviabiliza o concurso".
Um total de 24 pessoas concorreram ao concurso lançado pela Câmara de Serpa para recrutamento de um técnico superior na área de engenharia civil para a divisão de obras municipais, publicado em Diário da República no passado dia 15 de Março e que incluía três métodos de selecção (prova de conhecimentos, avaliação psicológica e entrevista profissional).
Desses candidatos, precisou Paulo Pisco, apenas metade fez a prova de conhecimentos, que decorreu a 28 de Maio, e só três conseguiram classificação positiva, de entre os quais Amélia Rocha da Silva, que obteve a mais elevada (17,7 valores), seguindo-se o segundo classificado com 12,8 e o terceiro com 10.
Destes três candidatos, dois fizeram a prova psicológica, na qual Amélia Rocha da Silva obteve 16 valores e o outro candidato oito valores. Só a filha do autarca de Serpa chegou ao terceiro e último método de selecção, a entrevista profissional, em que conseguiu 16 valores.
Segundo Paulo Pisco, há uma "grande disparidade" entre a classificação de Amélia Rocha da Silva e as dos nove candidatos que obtiveram notas negativas na prova de conhecimentos, "uma média de 6,5 valores, o que inviabiliza qualquer hipótese de recurso de reavaliação de provas".
Os eleitos do PS querem também "esclarecimentos" sobre "o tempo muito escasso" que o júri levou a corrigir e a avaliar as 12 provas, ou seja, entre 28 (sexta feira) e 31 de Maio (segunda feira), já que "os resultados foram divulgados no dia 01 de Junho" (terça feira).
"Perante todos estes elementos", os eleitos do PS na Assembleia Municipal de Serpa querem "avaliar o processo" e já pediram ao executivo da Câmara as atas e outros elementos informativos relativos ao concurso público, explicou.

"Não me meti, nem me vou meter"

"Não me meti, nem vou meter-me no concurso", assegurou à Agência Lusa o presidente da Câmara de Serpa, João Rocha, que remeteu esclarecimentos para o vice-presidente da autarquia, Tomé Pires. Contactado pela Lusa, Tomé Pires garantiu que o concurso, que "ainda não terminou, porque está na fase de audiência prévia", decorreu "dentro das normas legais". "Mas há um elemento particular [a seleccionada ser filha do presidente da Câmara] que está a ser aproveitado politicamente", lamentou, referindo que "a composição do júri foi aprovada em reunião de Câmara" e "o concurso, à semelhança de anteriores, foi mais célere do que o normal, porque há necessidade de técnicos na autarquia".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
13:06, Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2020
Kruzes Kanhoto
Os autarcas reconhecem à distância, e também ao perto, os mais competentes!

07h00 - terça, 18/02/2020
Ourique constrói novas ETAR
em Grandaços e Santana da Serra
A Câmara de Ourique vai investir um total de cerca de 283 mil euros nas novas estações de tratamento de águas residuais (ETAR) nas aldeias de Grandaços (já construída) e de Santana da Serra (em construção).
07h00 - terça, 18/02/2020
EMAS faz obras
em Santa Vitória
A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja vai iniciar, já no mês de Março, uma intervenção na rede de água da aldeia de Santa Vitória, num investimento avaliado em cerca de 28 mil euros.
07h00 - terça, 18/02/2020
CM Odemira atribui
bolsas de estudo
A Câmara de Odemira vai atribuir, neste ano lectivo de 2019-2020, um total de 61 bolsas de estudo a alunos do concelho que frequentam o ensino superior e três prémios de mérito para alunos do ensino secundário, num investimento de quase 75 mil euros.
07h00 - segunda, 17/02/2020
"PS presta contas"
na cidade de Beja
O Beja Parque Hotel, na cidade de Beja, recebe nesta segunda-feira, 17, pelas 21h00, a iniciativa "PS Presta Contas", que contará com a presença na ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão.
07h00 - segunda, 17/02/2020
Saúde no concelho de Odemira
preocupa deputados do PS
Os dois deputados do PS eleitos por Beja questionaram a ministra da Saúde sobre as carências na área da Saúde verificadas no concelho de Odemira e sobre a escassez de profissionais de saúde e de equipamentos no Hospital do Litoral Alentejano.

Data: 07/02/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial