08h35 - segunda, 20/06/2011

Pulido Valente critica escolhas dos novos ministros da Saúde e da Agricultura

Pulido Valente critica escolhas dos novos ministros da Saúde e da Agricultura

O autarca socialista de Beja disse esperar que os novos ministros tenham "capacidade técnica" e "poder de intervenção muito forte" para enfrentarem os "desafios" e a "contestação" mas mostrou-se surpreendido com algumas escolhas, como para a Agricultura.
"Espero que todos os ministros tenham uma capacidade técnica acrescida e poder político, porque, na fase em que estamos, os desafios e as exigências são muito grandes", disse à Lusa o presidente da Câmara de Beja, Jorge Pulido Valente, após ter sido conhecida a lista dos 11 ministros do novo Governo de coligação PSD/CDS-PP.
Segundo o autarca, na actual situação do país, os novos ministros "têm que ter um conhecimento muito profundo dos assuntos", porque "é preciso trabalho muito depressa e bem" e "não têm tempo para aprender".
Por outro lado, frisou, os novos ministros têm que ter "uma capacidade e um poder de intervenção política muito forte", porque "vai haver muita contestação às medidas que é necessário implementar".
"As expectativas são altas. Vamos ver se a nova equipa corresponderá ou não", disse o autarca, mostrando-se, no entanto, "surpreendido com a atribuição de algumas pastas", como a da Agricultura, à democrata cristã Assunção Cristas, e a da Saúde, a Paulo Macedo.
Segundo Jorge Pulido Valente, a atribuição das pastas da Agricultura e da Saúde, respectivamente a Assunção Cristas e Paulo Macedo, "parecem obviamente desajustadas", porque "são duas pessoas que não conhecem os respectivos dossiês como deveriam".
Jorge Pulido Valente mostrou-se "satisfeito" com a escolha do economista Carlos Moedas, natural de Beja e cabeça de lista do PSD eleito pelo distrito, para o cargo de secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro.
"Fico satisfeito, já que vamos ter um interlocutor privilegiado no Governo para apresentar as nossas reivindicações", disse, referindo que Carlos Moedas "vai estar numa posição chave e ter poder dentro do Governo para resolver as suas promessas eleitorais".
Por outro lado, "estou decepcionado, porque Carlos Moedas não vai honrar o compromisso de assumir o cargo de deputado, mas como secretário de Estado terá maior capacidade de intervenção em termos daquilo que são os interesses do Baixo Alentejo", disse.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
11:57, Segunda-feira, 20 de Novembro de 2020
SN

Para mim o CDS tem as pastas certas.


Uma acabar com os subsídios a ciganada que faz filhos para receber mais do estado. (a geração RMG/RSI).


A tem nos negócios estrangeiro a diplomacia económica para exportar os produtos agrícolas que por sua vez é uma "pasta azul." (Do CDS/PP).


As pastas Laranja ou independentes (neutras) também pode ser úteis para melhorar e eficiência entre o privado e o SNS.


O que esta mal é um medico no privado cobrar 90 euros por uma consulta.


Se um medico levar 15 minutos numa consulta numa clínica privada esse medico ganha 360 euros a hora, ( 4 x € 90.) isso seria insustentável e um escândalo em roda livre.


Se o publico SNS poder ser melhorado, o privado tem que descer a sua hiper-inflação.


Os preços tem que descer para mais de 50% para que o sector privado ajude o SNS.



O Eng. Carlos Moedas pode fazer muito se lhe apresentar projectos e ideias lógicas e adaptáveis a realidade do Alentejo.



07h00 - sexta, 24/01/2020
Beja vai receber
ministros de
17 países da UE
A cidade de Beja vai receber, no próximo dia 1 de Fevereiro (sábado), a reunião anual do Grupo dos Amigos da Coesão da União Europeia (EU), que juntará os primeiros-ministros e ministros de Portugal, República Checa, Grécia, Lituânia, Polónia, Eslováquia, Eslovénia, Chipre, Croácia, Estónia, Hungria, Letónia, Bulgária, Malta, Roménia, Espanha e Itália.
07h00 - sexta, 24/01/2020
Três detidos por
tráfico em Beja
A GNR deteve nesta quarta-feira, 22, em, Beja, três homens, com idades entre os 24 e os 34 anos, por suspeitas da prática do crime de tráfico de estupefacientes no concelho.
07h00 - sexta, 24/01/2020
Autarcas reúnem com
presidente da ANACOM
Os autarcas do distrito de Beja reúnem nesta sexta-feira, 24, na sede da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL), com o presidente da ANACOM-Autoridade Nacional de Comunicações.
07h00 - sexta, 24/01/2020
Estrada Nacional 2
é um "buraco pegado"
A 26 de Janeiro de 2018 a Infra-estruturas de Portugal (IP) anunciava, através do "CA", que ia avançar com uma empreitada de "grande requalificação" em parte do troço da Estrada Nacional (EN) 2 que liga Aljustrel a Castro Verde.
07h00 - quinta, 23/01/2020
Câmara de Aljustrel exige
obras na Estrada Nacional 2
A Câmara de Aljustrel apresentou nesta terça-feira, 21, nova exposição ao ministro das Infra-estruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, sobre o mau estado em que se encontro o troço Aljustrel-Castro Verde da Estrada Nacional (EN) 2.

Data: 24/01/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial