08h24 - segunda, 22/04/2013

Modernização da ETAR de
Vendas Novas custa dois milhões

Modernização da ETAR de Vendas Novas custa dois milhões

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Vendas Novas vai ser totalmente remodelada e modernizada, a partir de Maio, num projecto da Águas Públicas do Alentejo na ordem dos dois milhões de euros de investimento.
"No fundamental, estamos a falar quase na construção de uma nova ETAR, na medida em que vai proporcionar a completa requalificação da actual", realçou o presidente da autarquia, José Figueira, à Agência Lusa durante a cerimónia de assinatura do contrato de concepção e reabilitação da ETAR entre a Águas Públicas do Alentejo (AgdA) e a empresa adjudicatária, a Acciona Água.
O projecto envolve um investimento de cerca de dois milhões de euros, co-financiado por fundos comunitários, e consiste em remodelar "o tratamento preliminar e primário dos efluentes, através da construção de novos órgãos de tratamento".
Além disso, acrescentou a câmara, prevê "a remoção das lamas e a reabilitação da lagoa anaeróbia existente, fazendo com que a ETAR fique preparada para cumprir os mais exigentes parâmetros da legislação em vigor".
A ETAR de Vendas Novas trata as águas residuais provenientes da cidade e dos aglomerados urbanos de Foros dos Infantes, Foros da Rainha, Bombel e Afeiteira.
O presidente do Município de Vendas Novas explicou à Lusa que a reabilitação deste equipamento era necessária, uma vez que a actual ETAR "já não correspondia às necessidades que a lei hoje exige".
"Face aos anos que tem e ao aumento de população, a actual ETAR está totalmente esgotada. O objectivo é reabilitá-la e melhorá-la", disse.
A intervenção, acrescentou, vai permitir que a ETAR possa "tratar a totalidade das águas residuais da cidade e de vários aglomerados urbanos" do concelho, assim como "os efluentes equiparados a urbanos do Parque Industrial".
A obra está prevista "começar em maio" e vai durar praticamente um ano, já que a ETAR requalificada deverá "entrar em funcionamento em Abril do próximo ano", disse o autarca.
O projecto insere-se no quadro da parceria pública, assinada em 2009, para a gestão de forma integrada dos serviços de abastecimento de água para consumo público e de saneamento de águas residuais entre o Estado e os vários municípios do Alentejo que constituíram a AgdA.
A Águas Públicas do Alentejo integra 20 municípios da região, sendo Vendas Novas um deles.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
00h00 - sexta, 01/07/2016
Migrantes em Odemira
vão ter centro de apoio
O CLAIM – Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes vai ser reactivado no concelho de Odemira, numa iniciativa que junta a autarquia local a diversas entidades.
00h00 - quinta, 30/06/2016
Ferreira do Alentejo recebe
simpósio sobre frutos secos
O Pavilhão de Desportos de Ferreira do Alentejo recebe esta quinta-feira, 30 de Junho, a partir das 9h30, o Simpósio Nacional de Frutos Secos - Amendoeira, Nogueira e Pistácio.
00h00 - quinta, 30/06/2016
PS de Mértola refuta críticas da CDU
"Desacreditada, sem rumo, sem ideias, sem iniciativa" - é desta forma que o PS de Mértola caracteriza a CDU no concelho, refutando as críticas que a oposição comunista fez recentemente ao trabalho dos socialistas na gestão autárquica local.
00h00 - quarta, 29/06/2016
EMAS remodela rede
de água de Albernoa
A EMAS – Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja vai investir perto de 500 mil euros na remodelação das redes de água, águas residuais domésticas e pluviais de Albernoa.
00h00 - quarta, 29/06/2016
ACOS fiscaliza
fito-farmacêuticos
A ACOS – Agricultores do Sul foi reconhecida pela Direcção Geral de Alimentação e Veterinária como Centro de Inspecção Periódica Obrigatória de Equipamentos de Aplicação de Produtos Fito-farmacêuticos.

Data: 24/06/2016
Edição n.º:
Contactos - Publicidade