08h24 - segunda-feira, 22/04/2013

Modernização da ETAR de
Vendas Novas custa dois milhões

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Vendas Novas vai ser totalmente remodelada e modernizada, a partir de Maio, num projecto da Águas Públicas do Alentejo na ordem dos dois milhões de euros de investimento.
“No fundamental, estamos a falar quase na construção de uma nova ETAR, na medida em que vai proporcionar a completa requalificação da actual”, realçou o presidente da autarquia, José Figueira, à Agência Lusa durante a cerimónia de assinatura do contrato de concepção e reabilitação da ETAR entre a Águas Públicas do Alentejo (AgdA) e a empresa adjudicatária, a Acciona Água.
O projecto envolve um investimento de cerca de dois milhões de euros, co-financiado por fundos comunitários, e consiste em remodelar “o tratamento preliminar e primário dos efluentes, através da construção de novos órgãos de tratamento”.
Além disso, acrescentou a câmara, prevê “a remoção das lamas e a reabilitação da lagoa anaeróbia existente, fazendo com que a ETAR fique preparada para cumprir os mais exigentes parâmetros da legislação em vigor”.
A ETAR de Vendas Novas trata as águas residuais provenientes da cidade e dos aglomerados urbanos de Foros dos Infantes, Foros da Rainha, Bombel e Afeiteira.
O presidente do Município de Vendas Novas explicou à Lusa que a reabilitação deste equipamento era necessária, uma vez que a actual ETAR “já não correspondia às necessidades que a lei hoje exige”.
“Face aos anos que tem e ao aumento de população, a actual ETAR está totalmente esgotada. O objectivo é reabilitá-la e melhorá-la”, disse.
A intervenção, acrescentou, vai permitir que a ETAR possa “tratar a totalidade das águas residuais da cidade e de vários aglomerados urbanos” do concelho, assim como “os efluentes equiparados a urbanos do Parque Industrial”.
A obra está prevista “começar em maio” e vai durar praticamente um ano, já que a ETAR requalificada deverá “entrar em funcionamento em Abril do próximo ano”, disse o autarca.
O projecto insere-se no quadro da parceria pública, assinada em 2009, para a gestão de forma integrada dos serviços de abastecimento de água para consumo público e de saneamento de águas residuais entre o Estado e os vários municípios do Alentejo que constituíram a AgdA.
A Águas Públicas do Alentejo integra 20 municípios da região, sendo Vendas Novas um deles.

COMENTÁRIOS

Nome:
*Email:
Comentário (máx 1000 caracteres):

* O endereço de email não será publicado

Não há comentários para este artigo


07h00 - segunda, 24/11/2014
Câmara de Odemira com
orçamento de 29,9 milhões
A promoção económica e a criação de emprego são as duas linhas fortes das Grandes Opções do Plano (GOP) e Orçamento da Câmara de Odemira para o próximo ano de 2015.
00h00 - segunda, 24/11/2014
Vereadores PS em Beja querem
fundos para património cultural
Os vereadores do PS eleitos na Câmara de Beja defendem o reforço da verba afecta pela Secretaria de Estado da Cultura ao Fundo de Emergência do Património Cultural.
00h00 - segunda, 24/11/2014
Novo treinador do Castrense
só pensa na subida de divisão
A subida de divisão e nada menos – é este o grande objectivo de Carlos Machado e a razão que o levou a deixar o Lagoa para assumir o comando técnico do FC Castrense.
18h30 - domingo, 23/11/2014
Renascente de São Teotónio
afasta FC Castrense da Taça
Depois da derrota em Milfontes, da perda da liderança no campeonato e da mudança de treinador, o Castrense fechou uma semana para esquecer saindo da Taça do Distrito.
00h00 - domingo, 23/11/2014
Passeio micológico
na Cabeça Gorda
A Junta de Freguesia da Cabeça Gorda (Beja) e a Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) promovem este domingo, 23, o I Passeio Micológico de Outono.

Proxima edicao 20 de Junho