12h20 - quinta, 26/10/2017

Os desafios do Politécnico


Carlos Pinto
Quatro meses depois da decisão do conselho geral do Politécnico de Beja (IPBeja), o Governo – através do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – homologou finalmente a eleição de João Paulo Trindade como novo presidente da instituição. O antigo presidente da Câmara de Alvito sucede no cargo a Vito Carioca e tem pela frente enormes desafios, no sentido de garantir um crescimento sustentável e com bases sólidas para o Politécnico.
É bom lembrar que desde que nasceu, na década de 80, que o IPBeja se assumiu como ferramenta essencial para o desenvolvimento regional. E a palavra "ferramenta" não surge aqui por acaso: é que a aposta na Educação é, sem dúvida, a melhor forma de dinamizar as sinergias de toda uma região, através da capacitação do território e das suas gentes, por forma a tirar partido de todo o potencial existente.
Esse trabalho, louve-se, foi competentemente realizado pelo IPBeja ao longo dos últimos 30 anos. E são muitos os exemplos disso mesmo em domínios sócio-económicos tão diversos como a agricultura ou as novas tecnologias, passando, inclusive, pelo desporto, pela saúde ou pela acção social. Em todas estas áreas o Politécnico foi determinante para que a região pudesse ter as competências que lhe faltavam. Mas este é um trabalho que nunca estará terminado…
Ora é precisamente neste enquadramento que surgem os desafios que João Paulo Trindade (e restante equipa) terá pela frente. Numa altura em que instituição conseguiu voltar a aumentar o número de colocados e num momento em que se respira na região um clima económico mais positivo e esperançoso, é preciso que o IPBeja seja capaz de manter a resposta formativa que o Baixo Alentejo necessita e que consiga alcançar a meta da internacionalização através do incremento da investigação e da inovação. Se tal suceder, o futuro está garantido: o do Politécnico e o da região.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 20/02/2019
Orquestra Clássica
nasce em Almodôvar
A manhã do passado sábado, 2 de Fevereiro, marcou o arranque do novo (e ambicioso) projecto da Almovimento-Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Almodôvar: a Orquestra Clássica.
07h00 - quarta, 20/02/2019
Desportivo de Beja
paga dívida às Finanças
O Clube Desportivo de Beja já regularizou a sua situação tributária junto da Autoridade Tributária e Aduaneira, revelou ao "CA" fonte da comissão administrativa do emblema da Rua do Sembrano.
07h00 - quarta, 20/02/2019
Ingleses podem investir na fábrica solar de Moura
Uma empresa inglesa da área de produção de componentes na área da energia está interessada na MFS-Moura Fábrica Solar, que fechou recentemente, depois de contactos com o deputado do PS, Pedro do Carmo, e o presidente da Câmara de Moura, Álvaro Azedo.
07h00 - quarta, 20/02/2019
Prisão preventiva para autores
de furto detidos em Ferreira
O Tribunal de Ferreira do Alentejo aplicou nesta segunda-feira, 18, a medida de coacção de prisão preventiva para os dois homens, de 19 e 29 anos, detidos no fim-de-semana pela GNR em Ferreira do Alentejo pelo crime de furto.
07h00 - terça, 19/02/2019
Mina de Aljustrel reduz emissão de poeiras
A Almina, concessionária das minas de Aljustrel, conta ter concluídas até final deste ano de 2019 todas as intervenções programadas, no sentido de eliminar a emissão de poeiras para a malha urbana da vila.

Data: 08/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial