12h05 - quinta, 22/11/2018

O (des)fado do interior


Carlos Pinto
De quando em vez o país "urbano" desperta para a existência de um território que vai para além de Lisboa e do Porto e a que todos chamam "Interior". No último ano, em Junho e Outubro, os fortes incêndios que assolaram a região Centro criaram uma onda de solidariedade e de reptos em prol das zonas afastadas do litoral. Houve discursos, debates e muitas boas intenções. Mas chegada a hora da prática há sempre um grão a emperrar a engrenagem, mesmo que a ordem venha das mais altas instâncias do país. Porque muitas vezes a inoperância do próprio Estado não deixa quem de direito governar…
Passaram-se meses e eis o país novamente a olhar com dor e solidariedade para o Interior, neste caso para o Alentejo, fruto da tremenda tragédia ocorrida esta semana numa zona de pedreiras no concelho de Borba. Num ápice surgiu um manancial de especialistas a perorar sobre o que não foi feito e sobre os estudos que existem e a que ninguém ligou. Mas o impensável aconteceu mesmo e uma estrada foi engolida por um mar de lama com mais de 30 metros de profundidade.
É este o (des)fado do Alentejo – e de todo o Interior. Todos reconhecem a necessidade de medidas concretas para esbater as cada vez maiores diferenças (em todos os planos) que existem entre o litoral e os territórios de menor densidade populacional. Mas poucas vezes se conseguem concretizar ideias e acções com princípio, meio e fim. Porque o Interior só desperta interesse nestas alturas de drama. No resto do tempo, quanto mais não vale andar a discutir o IVA das touradas, o que o "X" disse ao "Y" sobre o "Z" nos corredores do Parlamento, ou os contornos de um homicídio passional.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 21/02/2019
Presidente da Almina:
"Vamos investir 25 milhões em 2019"
O presidente da administração da Almina faz um balanço positivo do ano de 2018, ainda que a empresa não tenha conseguido alcançar os resultados previstos.
07h00 - quinta, 21/02/2019
EMAS Beja
melhora gestão de
águas residuais
Colocar a cidade de Beja "como uma referência" ao nível do tratamento de águas residuais urbanas é o grande objectivo da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, que vai implementar em 2019 um plano operacional estratégico para alcançar "uma melhoria significativa" na gestão das redes de águas residuais do concelho.
07h00 - quinta, 21/02/2019
PS de Beja elogia
passagem do Museu
Regional para a DRCA
A Concelhia de Beja do PS elogia a transferência do Museu Regional para a tutela da Direcção Regional de Cultura do Alentejo (DRCA), considerando que esta "potenciará Beja e o seu património junto de um público muito mais alargado".
07h00 - quinta, 21/02/2019
Dois linces-ibéricos
libertados no
concelho de Mértola
A Herdade da Bombeira, no concelho de Mértola, recebe nesta quinta-feira, 21, a libertação de mais dois linces-Ibéricos, um macho e uma fêmea com 11 meses de idade, oriundos do Centro Nacional de Reprodução em Cativeiro de Silves e do Centro La Granilla, em Espanha.
07h00 - quarta, 20/02/2019
Orquestra Clássica
nasce em Almodôvar
A manhã do passado sábado, 2 de Fevereiro, marcou o arranque do novo (e ambicioso) projecto da Almovimento-Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Almodôvar: a Orquestra Clássica.

Data: 08/02/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial