12h39 - quinta, 04/04/2019

Os números da criminalidade


Carlos Pinto
O Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2018 foi apresentado na passada semana na Assembleia da República e os dados recolhidos e tratados pelo Sistema de Segurança Interna não deixam de ser lisonjeiros para o distrito de Beja. Tal como lhe contamos nesta edição do "CA", Beja continua a ser uma das regiões mais seguras do país, apresentando taxas residuais no todo da criminalidade em Portugal.
Ainda assim, no último ano o distrito manteve a tendência de crescimento em matéria de criminalidade geral (passando de 4.015 participações em 2017 para 4.221 em 2018) e de criminalidade violenta e grave (de 98 para 105 participações), com aumentos de 5,1% e 7,1%, respectivamente. Números que devem causar alguma apreensão, mas ainda assim bastante tranquilizadores para todos os que vivem neste território.
A grande preocupação reside, isso sim, no aumento de casos de violência doméstica na região. É que de acordo com o RASI 2018, o distrito de Beja registou no último ano um total de 326 ocorrências enquadradas nesta tipologia, algumas das quais registadas como outro tipo de crime mais grave. Na prática, houve um aumento de 16,8% relativamente a 2017, naquela que é a maior subida em todo o país.
Ora este é um facto que nos deve preocupar a todos. A violência doméstica tem estado na ordem do dia nas últimas semanas e é necessário, de uma vez por todas, actuar em conformidade para debelar este flagelo social. Uma missão que cabe, naturalmente, às entidades policiais, mas sobretudo a nós, seja como cidadãos seja como sociedade. É preciso que todos tenhamos a noção que existir uma única vítima de violência doméstica já é inconcebível, quanto mais ver o número de situações do género aumentar de ano para ano. Prevenção e sensibilização é o que se exige. A todos e sempre.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 17/10/2019
Almodôvar
celebra as
"Escritas do Sul"
Concertos, conferências, peças de teatro, apresentações de livros e muito mais são alguns dos destaques de mais uma edição do Escritas do Sul-Festival da Língua Portuguesa, que vai decorrer entre esta quinta-feira e domingo, dias 17 e 20 de Outubro, na vila de Almodôvar.
07h00 - quinta, 17/10/2019
EMAS Beja sensibiliza
para participação pública
Estimular a participação e integrar a comunidade na vida pública, através da apresentação de projectos, de ideias inovadoras e de soluções a implementar no concelho de Beja: são estas, em linhas gerais, as grandes metas da iPP-Iniciativa de Participação Pública, a nova aposta da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja na área da Educação e da Sensibilização Ambiental.
07h00 - quinta, 17/10/2019
Convívio de docentes
do concelho de Odemira
Dar as boas-vindas aos professores cerca de 400 docentes que em 2019-2020 vão ensinar nos 46 estabelecimentos de ensino do concelho é o grande objectivo do Convívio Anual do Docente, que a Câmara de Odemira promove nesta quinta-feira, 17.
18h20 - quarta, 16/10/2019
Rui Maside é o novo
treinador do Aljustrelense
O técnico Rui Maside, de 56 anos, que nas duas últimas temporadas orientou o Moura AC, é o novo treinador do Mineiro Aljustrelense, sucedendo no cargo a João Candeias, que se demitiu no passado domingo, 13.
09h55 - quarta, 16/10/2019
Acidente na A2 perto de Aljustrel provoca um morto
Um morto e dois feridos é, para já, o resultado da colisão entre um veículo pesado e uma carrinha de transporte de valores na Auto-estrada do Sul (A2), na zona de Aljustrel.

Data: 11/10/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial