12h38 - quinta, 06/08/2020

Os desafios da agricultura


Carlos Pinto
Os s últimos meses de pandemia, que redundaram em confinamentos, limitações na circulação de pessoas e bens e encerramento de fronteiras, colocaram a nu algumas das nossas limitações. Tanto no plano pessoal, como enquanto comunidade! Foram tempos complicados, vividos na incerteza do presente e sempre numa tentativa de nos equilibrarmos "no arame". Poucos meses bastaram para que o que era dado por garantido deixasse de o ser e que as dúvidas se sobrepusessem a tudo o resto.
Nestas semanas da Covid-19 todos nós passámos por muito. Um período que, certamente, nos ajudou a avaliar o real valor das coisas e a olhar com outros olhos para a forma como a nossa sociedade estava organizada, para as suas inter-ligações e dependências.
Vem isto a propósito da realidade da agricultura em Portugal e, sobretudo, no Baixo Alentejo. Porque se antes do coronavírus isso pouco ou nada importava para a grande generalidade dos portugueses (e baixo-alentejanos), de um momento para o outro apercebemo-nos da importância que é ter (ou não) um sector agrícola estruturado, capaz de produzir a fornecer a cadeia alimentar nacional, tornando-nos auto-suficientes relativamente aos produtos vindos do estrangeiro.
Quer isto dizer que a pandemia veio reforçar a convicção de que Portugal tem de ter um sector primário forte. O que passa, desde logo, por todos nós, comprando preferencialmente o que é nacional em detrimento do que vem de fora. Mas também depende (muito) das entidades que tutelam a área, através do reforço de mecanismos que permitam uma consolidação efectiva da actividade. E isso em todas as suas variantes, desde o regadio ao sequeiro!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 25/11/2020
Alentejo 2020 aprova
candidaturas do "+ CO3SO"
O Alentejo 2020 já fechou as deliberações de um aviso de concurso do programa "+ CO3SO", tendo deliberado sobre mais de 200 candidaturas apresentadas, revela ao "CA" fonte oficial do programa operacional regional.
07h00 - quarta, 25/11/2020
GNR sinaliza 3.403 idosos sozinhos
ou isolados no Baixo Alentejo
Um total de 3403 idosos foram sinalizados pela GNR nos 14 concelhos do distrito de Beja por viverem sozinhos e/ou isolados.
07h00 - quarta, 25/11/2020
Odemira entrega prémios
"Espírito Empreendedor"
Um projecto na área da cosmética e um "restaurante sobre rodas" são os vencedores da quinta edição dos prémios "Espírito Empreendedor"em 2020, promovido pela Câmara de Odemira no âmbito do Odemira Empreende-Programa Municipal de Empreendedorismo e Emprego.
07h00 - terça, 24/11/2020
Almodôvar distinguida
como "Autarquia
Familiarmente Responsável"
A Câmara de Almodôvar foi distinguida, pela quinta vez consecutiva, com o galardão de "Autarquia Familiarmente mais Responsável", atribuído pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis, que acompanha as melhores práticas em matéria de responsabilidade familiar nas políticas locais.
07h00 - terça, 24/11/2020
EMAS de Beja retoma
projecto "Heróis
da Água" nas escolas
A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja retomou, na passada semana, o projecto "Heróis da Água", direccionado para os alunos do primeiro ciclo do ensino básico do concelho.

Data: 20/11/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial