12h38 - quinta, 06/08/2020

Gaspacho


Napoleão Mira
Agora que o Covid domina as nossas vidas, cerceia as nossas liberdades, determina as nossas escolhas e enegrece os nossos futuros, quero-vos falar de um tema bastante mais ligeiro e, sobretudo, mais apetitoso.
Hoje, venho falar-vos de... gaspacho!
Com a chegada do verão, desperta-se-me a vontade de desfrutar desta refrescante iguaria que, com os produtos principais criados na minha horta, até parece este ano saber ainda melhor.
Sinto um especial prazer em ir ao quintal e colher das respetivas plantas tomates, pepinos e pimentos com que confeciono o fresco pitéu.
O gaspacho não é para mim um amor recente. É sim uma relação de toda a vida, tanto que na minha memória gustativa sobressai este prato estival que, mais uma vez, é uma invenção dos pobres desta terra.
Na minha terra sempre lhe chamámos Vinagrada. Quando cheguei ao Algarve já lhe chamavam Arjamolho (soube depois que provinha da conjunção de duas palavras e um artigo: ares a molho, para que conste!).
Na Espanha vizinha, de onde suspeito que o nome Gaspacho seja original, também lhe chamam Salmorejo, ou ainda, Ajoblanco.
Quando o não confecciono em casa, como-o há do "Pescador", restaurante popular localizado nos Salicos, em Lagoa, no Algarve, e onde se comem, a meu ver, as melhores sardinhas do mundo, claro, se acompanhados da respetiva malga de gaspacho.
Outro sítio onde o como e me regalo, sempre com os inevitáveis carapauzinhos fritos, é na "Casa do Alentejo", em Castro Verde. Aqui a coisa já ganha contornos de experiência sensorial. Os produtos da estação criados em hortas da família ou das redondezas, mais o presunto, emprestam-lhe um textura gustativa que só o enriquece e o alguidarinho de barro onde é servido em quantidades generosas remete-me para a casa da minha avó, que mo dava a comer em igual recipiente.
– Coma já o meu filho que eu sei que você come muitíssimo bem! – Dizia ela de cada vez que me presenteava com o pitéu da minha predileção estival.
Mas onde o comi pela primeira vez e onde regressei propositadamente vindo do Algarve para tal foi no "Campo do Caroço", em Albernoa.
Eu, que me julgava um especialista em matéria "gaspachal", fui surpreendido pelo seu proprietário, o Celso Pereira (para os amigos o Sassá!), que elevou para um patamar estratosférico esta experiência.
Tive de lhe arrancar o segredo da coisa, sendo para isso chamada à mesa a chef, não só para receber os parabéns, mas também para lhe extrair o enigma daquela alquimia que acabava de degustar que, no caso presente, não vinha acompanhada de peixe frito ou grelhado, mas sim de... pedaços de Frango à Passarinho. Um must!!
Claro que não partilho aqui a fórmula (patamar acima de receita!), porque os segredos não se contam por aí.
E pronto! Aqui tentei deixar um escrito descomprometido, próprio da estação que atravessamos, não deixando de aconselhar os amantes deste prato da cozinha mais a sul, que a provem nalgum dos três locais que frequento amiúde.
Boas férias!!!

O autor utiliza o novo
acordo ortográfico



Outros artigos de Napoleão Mira

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quinta, 24/09/2020
Presidente do PSD quer mais eleitos
autárquicos no distrito de Beja
O presidente do PSD quer reforçar a implantação do partido no distrito de Beja e, nesse sentido, ambiciona garantir mais eleitos social-democratas nas eleições Autárquicas de 2021.
07h00 - quinta, 24/09/2020
Mértola com plano de
adaptação à pandemia
para a Educação
Minimizar os riscos de contágio pelo novo coronavírus entre a comunidade escolar local é o principal objectivo do Plano de Adaptação à Covid-19 que acaba de ser lançado pela Câmara de Mértola, em parceria com o Centro ABC-Algarve Biomedical Center, e representa um investimento de cerca de 33500 euros.
07h00 - quinta, 24/09/2020
IN Castro apoia
criação de 22 novos
postos de trabalho
O IN Castro-Centro de Ideias e Negócios de Castro Verde, dinamizado pela Câmara Municipal local, instruiu na íntegra um total de 16 candidaturas de empresas ao programa "+CO3SO-Emprego Interior", cuja aprovação permitirá a criação de 22 novos postos de trabalho no concelho e a concretização de um investimento global de 1265490,66 euros.
07h00 - quinta, 24/09/2020
Embaixador da Suíça
reuniu com executivo
da Câmara de Beja
O executivo da Câmara de Beja recebeu na terça-feira, 22, o embaixador da Suíça em Portugal, André Regli, numa visita oficial que teve como objectivo apresentar a nova cônsul da Embaixada, Magdalena Betschart, e o novo cônsul honorário em Loulé, Thomas Kottmann, cuja área de jurisdição abrange o distrito de Beja.
07h00 - quarta, 23/09/2020
Crianças da creche de Ourique com testes à Covid-19 negativos
Os testes de despistagem à Covid-19 realizados a 18 crianças da creche da Misericórdia de Ourique, onde foram detectados dois caso positivos na passada semana ligados ao surto de Santa Luzia, deram todos negativos, adianta ao "CA" o presidente da Câmara Municipal local.

Data: 11/09/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial