01h00 - quinta, 01/01/1970

As pessoas estão primeiro


Pedro do Carmo
O exercício de cargos públicos e políticos exige uma atitude responsável de melhoria da qualidade da democracia e de respeito por todos, valorizando ideias e pessoas e estimulando a participação dos cidadãos e das organizações na vida pública.
Essa responsabilidade compete essencialmente aos políticos. São os seus exemplos que servem de referência e de garantia à credibilidade do sistema democrático.
É importante cultivarmos atitudes e intervenções de tolerância e de respeito, alimentar as diferenças do pensamento e as divergências de opinião como valores da condição humana, como uma riqueza incomum que bem entendida serve os interesses de uma sociedade mais justa e equilibrada.
A homenagem que o Município de Ourique fez às mulheres e aos homens que serviram e que servem a democracia na Assembleia da República é um modesto contributo para a valorização das pessoas e das suas ideias, mas também do Parlamento onde se centra a democracia em nome dos cidadãos.
Defendo que nos concentremos na melhoria da qualidade democrática e na maior qualidade no exercício dos cargos políticos.
Num momento em que nos confrontamos com novos desafios e em que as incertezas motivam o descrédito da classe política, é decisivo que cuidemos da democracia com atitudes de liderança mais respeitadoras e atentas à evolução da sociedade e aos interesses e expectativas das pessoas.
Temos a obrigação de governar para as populações, de centrar as pessoas como prioridade das acções políticas.
Temos a responsabilidade de promover lideranças actuantes: com visão, com pensamento, com coragem e determinação para cumprir os desígnios do progresso e da melhoria da qualidade de vida dos nossos concidadãos.
Temos o dever de impulsionar lideranças que centrem nas suas preocupações os interesses das pessoas. Porque as pessoas estão em primeiro lugar!
Devemos defender o futuro. Promover as acções políticas para um desenvolvimento harmonioso. Garantir as igualdades e as oportunidades. Realizar planos e obras que sirvam em benefício das gerações futuras.
Devemos aprofundar as reflexões, escutar as pessoas, respeitar as ideias e opiniões. Temos a obrigação de fomentar uma democracia mais exigente, mais participada e mais activa.



Outros artigos de Pedro do Carmo

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 18/09/2019
MFS com candidatura
a fundos comunitários
para reabrir em Moura
Um grupo empresarial apresentou uma candidatura, na CCDR Alentejo, visando o desenvolvimento de um projecto ligado às energias renováveis e a outras componentes da fileira energética nas instalações da antiga Moura Fábrica Solar (MSF).
07h00 - quarta, 18/09/2019
Aulas de dança
em Almodôvar com
novos horários
A escola de dança da associação Almovimento, de Almodôvar, tem novos horários desde o início deste mês de Setembro, altura em que recomeçaram as aulas com o professor Fábio Duarte na Casa do Povo.
07h00 - quarta, 18/09/2019
Novos trilhos pedonais
no concelho de Aljustrel
A Câmara de Aljustrel viu aprovada, pelo Alentejo 2020, a candidatura a financiamento apresentada para o projecto que visa a criação de uma série de percursos pedonais no concelho.
17h07 - terça, 17/09/2019
Incêndio em Panóias
corta trânsito no IC1
Um incêndio numa zona de mato na área da União de Freguesias de Panóias e Conceição, no concelho de Ourique, está a ser combatido por 69 bombeiros e obrigou ao corte do IC1 nos dois sentidos entre a Estação de Ourique e o cruzamento de Panóias.
15h57 - terça, 17/09/2019
Faleceu ex-vereadora
da Câmara de Castro
Faleceu nesta terça-feira, 17 de Setembro, Maria Alice Guerreiro, de 72 anos, que foi vereadora da Câmara Municipal de Castro Verde, eleita pela CDU, no mandato de 1993 a 1997.

Data: 13/09/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial