00h00 - sexta, 12/01/2018

Rui Rio ou Santana Lopes?
PSD escolhe novo líder

Rui Rio ou Santana Lopes? PSD escolhe novo líder

Rui Rio ou Pedro Santana Lopes? Ambos foram autarcas e deputados, mas só um irá suceder a Passos Coelho na liderança do PSD, cujas eleições directas estão agendadas para este sábado, 13. No distrito de Beja são 358 os militantes laranja em condições de votar e poder escolher o seu candidato favorito, com as opiniões a dividirem-se.
De um lado está Rui Rio, economista e antigo presidente da Câmara do Porto. Para o seu mandatário distrital, Rio é o homem certo para trazer "sangue novo" e ser "uma lufada de ar fresco" que a política portuguesa necessita numa altura em que é tão "mal vista".
"Ele é visto como um político com seriedade, uma pessoa pragmática, frontal, e as pessoas não estão habituadas a isso. Mas penso que é isso que faz falta! Tanto a nível interno, como para o próprio país, [Rui Rio] é aquilo que todos precisamos", sublinha Gonçalo Valente.
Do outro lado da "barricada" surge Pedro Santana Lopes, que ex-autarca, ex-secretário de Estado, ex-primeiro-ministro e até há pouco provedor da Misericórdia de Lisboa. "É um político que tem estado sempre um passo à frente do seu tempo", observa o seu mandatário distrital, garantindo que Santana é também o único que apresenta "uma visão para o país que é para o todo nacional".
Mas Mário Simões vê ainda em Santana outras qualidades que fazem dele, na sua opinião, o melhor candidato a liderar o PSD: por ser "um político que desde sempre assumiu todos os desafios que o PSD lhe lançou", por nunca ter tido momentos de "confrontação" com o partido – "sobretudo quando o PSD era Governo" –, e por transportar consigo "o ADN que Sá Carneiro deixou quando fundou o PPD".

Unir o partido
É entre estes dois homens que os militantes do PSD vão ter de decidir nas eleições de sábado. Mas no dia seguinte, seja qual for o vencedor, o objectivo será, na opinião dos respectivos mandatários distritais, o mesmo: unir o partido e apontar mira às próximas Legislativas.
"Há que arrumar a casa primeiro, para que depois, todos juntos, possamos abraçar o desafio seguinte que será a vitória nas Legislativas de 2019. Penso que Rio tem de munir-se das bases motivadas, pois só dessa forma é que conseguiremos mostrar e provar que somos a melhor solução para governar o país", advoga Gonçalo Valente.
Já Mário Simões espera que, caso Santana Lopes ganhe, seja capaz de "renovar o partido" e "materializar" a sua matriz social-democrata. "Como ele costuma dizer, ter 'um PSD mais PPD'. E nós temo-nos esquecido um pouco desta nossa vertente: um partido interclassista, humanista e reformista", conclui.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - segunda, 10/12/2018
Voluntariado vale
prémio à CM Beja
O Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) atribuiu, no final da passada semana, o prémio "Boas Práticas de Voluntariado Jovem" à Câmara de Beja, em cerimónia realizada em Campo Maior.
07h00 - segunda, 10/12/2018
CM Aljustrel premiada
pela "Rota da Floresta"
A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) atribuiu à Câmara de Aljustrel uma menção honrosa pela sua participação na actividade "Rota pela Floresta", prémio que será entregue numa cerimónia em Lagoa no próximo mês de Janeiro.
07h00 - domingo, 09/12/2018
Programa "365 Alentejo"
com candidaturas abertas
A Turismo do Alentejo, em parceria com a Agência Regional de Promoção Turística e o Turismo de Portugal, tem abertas até final do ano as candidaturas para a segunda edição do programa "365 Alentejo-Ribatejo", que visa a construção e promoção de um calendário anual de eventos "consistente e coerente".
13h29 - sexta, 07/12/2018
Detido por tráfico de pessoas no Baixo Alentejo
A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 40 anos por suspeitas da prática do crime de tráfico de pessoas, anunciou no final da passada semana fonte oficial desta força policial.
07h00 - sexta, 07/12/2018
"Espírito" de Natal
no distrito de Beja
O "espírito de Natal" já chegou ao Baixo Alentejo e até ao final do ano são muitas as actividades programadas pelas autarquias para assinalar a quadra festiva, proporcionar momentos de animação e apelar ao consumo no comércio tradicional local.

Data: 07/12/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial