00h00 - segunda, 09/07/2018

Hospital de Serpa alarga
prestação de cuidados

Hospital de Serpa alarga prestação de cuidados

As administrações regionais de saúde (ARS) do Alentejo e Algarve, a Misericórdia de Serpa, a União das Misericórdias de Portugal (UMP) e a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) assinaram na sexta-feira, 6, uma adenda ao acordo de cooperação para a prestação de mais cuidados de saúde no Hospital de São Paulo, em Serpa.
O acordo permite prestar "mais e melhores cuidados de saúde de proximidade" aos cidadãos, nomeadamente em áreas como consultas externas, cirurgias em regime de ambulatório, cirurgias em regime de internamento, atendimentos em situação de urgência e em meios complementares de diagnóstico e terapêutica.
É um acordo "muito importante", sublinhou ao "CA" a secretária de Estado da Saúde, que esteve presente na cerimónia de assinatura do protocolo.
"Este protocolo é um momento – mais do que uma assinatura – em que surge uma resposta a esta população do Alentejo e que vai também até ao Algarve. É um protocolo que permite, efectivamente, termos mais consultas em algumas áreas onde temos maiores dificuldades e maior lista de espera, que é o caso da Oftalmologia e da Urologia. E também vai permitir que esta população, em termos cirúrgicos, possa ter também uma maior resposta", adiantou Rosa Valente de Matos.
De acordo com os termos da adenda ao protocolo, os utentes do Serviço Nacional de Saúde inscritos na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, no Agrupamento de Centros de Saúde Alentejo Central e no Agrupamento de Centros de Saúde da ARS Algarve vão poder aceder em Serpa a consultas externas nas especialidades de Cardiologia, Dermatologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia e Urologia.
Cirurgias em regime de ambulatório nas especialidades referidas anteriormente, cirurgias em regime de internamento nas especialidades de Ortopedia, Otorrinolaringologia e Urologia e atendimentos em situação de urgência no Serviço de Urgência Avançado do Hospital de São Paulo são outros serviços disponibilizados pela Misericórdia de Serpa ao abrigo deste protocolo, assim como a disponibilização de meios complementares de diagnóstico e terapêutica das áreas da Cardiologia, da Otorrinolaringologia e da Radiologia.
Este acordo prevê que a gestão destas valências seja partilhada entre a Misericórdia de Serpa e a UMP. Está igualmente prevista a construção de um novo bloco operatório junto à Unidade de Cuidados Continuados Integrados de Serpa, que custará entre dois a três milhões de euros e que deverá entrar em funcionamento no início de 2019.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - segunda, 19/11/2018
CIMBAL contra fecho de estações dos CTT
A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) veio a público manifestar o seu "total desacordo" com o encerramento de estações dos CTT na região ou a sua transformação em postos de correio geridos por terceiros.
07h00 - segunda, 19/11/2018
Castro Verde: PS critica chumbo
do orçamento, CDU justifica
O PS de Castro Verde tece duras críticas à CDU por ter chumbado, na Assembleia Municipal, o Orçamento e Grandes Opções do Plano (GOP) da autarquia para o próximo ano de 2019.
07h00 - domingo, 18/11/2018
Região do Alentejo
tem novos "embaixadores"
Os cantores Sérgio Rosado e Nelson Rosado (que forma os Anjos) e os actores José Fidalgo, Sofia Ribeiro e Dalila Carmo são os novos "embaixadores" da região do Alentejo.
07h00 - domingo, 18/11/2018
Deputada do PSD
questiona Governo
A deputado do PSD eleita por Beja questionou o Governo sobre diversas matérias nesta semana, durante as audições aos ministros para discussão do Orçamento do Estado para 2019.
07h00 - sábado, 17/11/2018
ACOS reforça apoio
técnico a agricultores
Aconselhar, identificar e orientar os agricultores "na perspectiva da melhoria contínua de recursos e na protecção do ambiente" são os objectivos do novo serviço de apoio técnico da associação ACOS-Agricultores do Sul.

Data: 09/11/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial