09h20 - quinta, 16/10/2008

EDIA limpa albufeira de Alvito

EDIA limpa albufeira de Alvito

A EDIA anunciou que está a limpar a albufeira de Alvito, após ter detectado, durante um esvaziamento parcial, materiais que poderiam degradar a qualidade da água usada para regar e abastecer cinco concelhos.
A limpeza da albufeira, que deverá terminar no final deste mês, pretende "minimizar os factores que contribuem para a degradação da qualidade da água e os riscos para a utilização do espelho de água", além de "facilitar eventuais trabalhos de controlo de pragas e infestantes", explica a Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA).
Durante o esvaziamento parcial da albufeira, operação "necessária" para a construção do sistema de segregação de águas, para garantir a manutenção de caudais ecológicos, a EDIA encontrou vários materiais, como árvores, construções, antigos poços, vedações e outros resíduos.
Para evitar a degradação da qualidade da água, usada para regar e abastecer as populações dos concelhos de Portel, Alvito, Cuba, Vidigueira e Viana do Alentejo, a EDIA avançou com a limpeza e regularização da zona da albufeira esvaziada.
A limpeza inclui trabalhos de desarborização, demolição de construções, selagem de poços e remoção de vedações e de outros materiais existentes.
Trata-se de "mais um passo importante na defesa da qualidade da água que circula em todo o sistema de Alqueva", refere a EDIA, explicando que é a partir da albufeira da barragem de Alvito, integrada no Sistema Primário de Alqueva, que se concretizam as ligações às albufeiras das barragens de Odivelas, Vale do Gaio e Roxo, sendo esta que abastece os concelhos de Beja e de Aljustrel.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
11:44, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2018
Osvaldo Lucas
Árvores submersas há 30 anos e AINDA ajudam no aumento da carga orgânica? Ou será a decomposição dos tijolos dos montes submersos?
Qualidade da água:
Vide: http://www.aprh.pt/congressoagua2008/PDF/congressoh20-2008.pdf
A remoção de estruturas vai fazer aumentar a população de carpas face á de achigãs.

Deixo um pedido aos habitantes locais para fotografarem o que for possível ANTES/DURANTE e DEPOIS desta "mass destruction"!!

00h00 - segunda, 22/01/2018
Aljustrel define estratégia
para 2018 na área
da protecção civil
A Comissão Municipal de Protecção Civil de Aljustrel aprovou na passada semana o seu plano de trabalho para 2018, que inclui acções de sensibilização e outras intervenções.
00h00 - segunda, 22/01/2018
Unidade Móvel de
Saúde de Mértola com
campanhas no "terreno"
A Unidade Móvel de Saúde da Câmara de Mértola inicia nesta semana duas novas campanhas de sensibilização da população para a necessidade de prevenção de quedas e sobre os perigos da auto-medicação.
00h00 - segunda, 22/01/2018
EMAS Beja traça
prioridades para 2018
A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja tem como grande prioridade em 2018 realizar "intervenções muito cirúrgicas e específicas em toda a rede de águas, quer da cidade quer das freguesias rurais".
07h00 - domingo, 21/01/2018
DECO dá apoio
jurídico em Odemira
A DECO/ Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor iniciou nesta semana as sessões gratuitas de atendimento ao consumidor na vila de Odemira em 2018, que decorrerão sempre na terceira quinta-feira de cada mês.
00h00 - domingo, 21/01/2018
Beja: PS elogia orçamento,
CDU critica algumas opções
A Assembleia Municipal de Beja aprovou nesta semana o Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2018 da Câmara, no valor de 33,8 milhões de euros, mas o documento é avaliado de diferente forma por PS e CDU.

Data: 12/01/2018
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial