08h43 - segunda, 23/05/2011

Ferreira do Alentejo inaugurou primeiro Centro Internacional de Paraquedismo em Portugal

Ferreira do Alentejo inaugurou primeiro Centro Internacional de Paraquedismo em Portugal

O primeiro Centro Internacional de Paraquedismo em Portugal, que dispõe do único avião certificado no país para a prática profissional da modalidade, foi inaugurado sábado, 21, no Baixo Alentejo, após um investimento de quase dois milhões de euros.
O Skydive Europe, criado pela empresa portuguesa Get High e situado no Aeródromo de Figueira dos Cavaleiros, no concelho de Ferreira do Alentejo, foi inaugurado sábado e irá funcionar todos os dias.
Além do "excelente espaço aéreo" e das "condições fantásticas" do Aeródromo de Figueira dos Cavaleiros, o centro dispõe do "único avião certificado em Portugal" e de uma pista certificada para a prática profissional de paraquedismo, um hangar e uma zona de aterragem cuidada, explicou hoje à Agência Lusa Sara Silva, da Get High.
O centro, frisou, "é uma mais-valia e vem preencher uma lacuna que existia em Portugal", onde "não havia um centro de paraquedismo, apenas aeródromos com pequenos aviões alugados e que só fazem actividades de paraquedismo para clubes e associações".
Segundo Sara Silva, o centro quer "acolher equipas nacionais e estrangeiras para treinarem e campeonatos internacionais de modalidades de paraquedismo" e vai prestar vários serviços, como a prática de saltos.
Entre os saltos possíveis de praticar no centro, Sara Silva destacou o salto tandem, em que o cliente salta preso ao instrutor e desde 3000, 4200 ou 5000 metros de altitude.
O Skydive Europe "vai por Portugal e Figueira de Cavaleiros nas bocas do mundo", porque "tem potencialidades para se tornar o centro de paraquedismo da Europa", disse à Lusa o director do centro, Mário Pardo.
"Portugal tem condições meteorólogas privilegiadas em relação ao resto da Europa e bastante propícias à prática do paraquedismo", o que é "uma mais-valia do Skydive Europe em relação à concorrência de outros centros na Europa", sobretudo os situados em países nórdicos, disse.
Segundo Mário Pardo, "em Portugal pode-se voar durante todo o ano, mesmo no inverno, porque não é tão rigoroso como noutros países da Europa", sobretudo nos nórdicos, onde "todos os centros de paraquedismo fecham no inverno".
Para poderem praticar a modalidade no inverno, as equipas profissionais e os praticantes amadores destes países "têm que procurar centros de paraquedismo noutros países", como os Estados Unidos da América ou Nova Zelândia, explicou Mário Pardo.
"A nossa perspectiva, através do Skydive Europe, é criar um centro na Europa que está disponível todo o ano", e, desta forma, "atrair as equipas e os praticantes dos países onde os centros fecham no inverno", frisou.
O Skydive Europe, que implicou um investimento de quase dois milhões de euros e criou 20 postos de trabalho, é "o concretizar de um sonho antigo" de Mário Pardo, o primeiro "base-jumper" português, ou seja, praticante de "BASE jumping", uma modalidade em que se salta de prédios, antenas e pontes através de um paraquedas apropriado para aberturas a baixas altitudes.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 12/08/2020
Seca no Parque Natural
do Sudoeste Alentejano
preocupa autarcas
Os presidentes das câmaras municipais de Odemira, Sines, Aljezur e Vila do Bispo manifestaram-se preocupados com a seca que afecta as bacias do Mira e do Barlavento algarvio, exigindo "a elaboração de planos de contingência" para fazer face a uma situação que "tende a agravar-se".
07h00 - quarta, 12/08/2020
Castro Verde: Presidente da Assembleia Municipal renuncia ao cargo
A presidente da Assembleia Municipal de Castro Verde, Ana Paula Baltazar, eleita pela CDU, apresentou a sua renúncia ao cargo e ao mandato de vogal neste órgão na noite desta terça-feira, 11, em sessão extraordinária da Assembleia.
07h00 - quarta, 12/08/2020
CM Ourique faz obras nos balneários
do pavilhão da EB 2,3/ Secundária
A Câmara de Ourique está a proceder a obras no interior e na cobertura dos balneários do pavilhão da Escola Básica (EB) 2,3/ Secundária local, num investimento avaliado em cerca de 23 mil euros.
12h00 - terça, 11/08/2020
Regantes do Roxo querem
água a preço "mais justo"
Os regantes beneficiados pelo perímetro de rega do Roxo, no concelho de Aljustrel, defendem um "ajustamento" do preço cobrado pela água do Alqueva, por forma a garantir a "rentabilidade" das explorações agrícolas.
07h00 - terça, 11/08/2020
Autarca de Ourique exige
rapidez na ligação entre
o Roxo e Monte da Rocha
O presidente da Câmara Municipal de Ourique, Marcelo Guerreiro, insiste na necessidade de o projecto de ligação da albufeira do Monte da Rocha, situada no concelho, ao Alqueva avançar "o mais rapidamente possível".

Data: 07/08/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial