06h00 - segunda, 17/10/2011

Odemira vai debater "Desenvolvimento Sustentável nos Territórios de Baixa Densidade"

Odemira vai debater "Desenvolvimento Sustentável nos Territórios de Baixa Densidade"

Como gerir territórios que têm densidades populacionais baixas? Será que estas áreas têm, ou não, sustentabilidade? Qual o melhor modelo de governação em territórios com estas características? São estas e outras questões que a Câmara de Odemira pretende ver (minimamente) respondidas durante o congresso regional que promove no final deste mês de Outubro, dias 28 e 29, no cine-teatro Camacho Costa.
"O Desenvolvimento Sustentável nos Territórios de Baixa Densidade" é o mote do congresso regional organizado pela autarquia em parceria com a Universidade de Évora, o IPBeja e do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade, num debate que visa "reflectir sobre os territórios que, do ponto de vista factual e na realidade, são de baixas densidades", explica ao "CA" o vice-presidente da Câmara de Odemira, Hélder Guerreiro.
"Espero que, pelos menos, daqui saiam pistas concretas para o que será o futuro destes territórios neste contexto do desenvolvimento inteligente em territórios de baixa intensidade", acrescenta.

<b>A caminho de 2020</b>
O congresso de 28 e 29 de Outubro será o primeiro dos muitos debates que a Câmara do Litoral Alentejano pretende organizar em torno da estratégia Comunitária 2020 [ver caixa], contribuindo desse modo para a identificação dos factores essenciais para o seu sucesso ao nível da sustentabilidade económica, social e ambiental. Um caminho longo e exigente que visa, ao mesmo tempo, permitir que este denominado "desenvolvimento inteligente" tenha também "implementação concreta e prática" no Baixo Alentejo.
"Apesar de todos querermos que estes territórios venham a ser de futuro territórios de altas densidades, talvez seja interessante concentrarmo-nos nas mais-valias e nas oportunidades que existem em territórios com baixa densidade", sublinha Hélder Guerreiro, não escondendo o oportunismo do debate à luz da "crise relativamente profunda" em que o país se encontra imerso e das novidades anunciadas pelo recém-apresentado Documento Verde para a Reforma da Administração Local.
"Apesar de não ter sido equacionada [na preparação do congresso], cai muito bem discutir já esta temática", diz o autarca socialista, não escondendo que a possível presença da ministra da Agricultura e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas, na sessão de abertura e a participação confirmada de Marta Neves, chefe de gabinete do ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, na sessão de encerramento, poderão ser bastante esclarecedoras. "É bom que estejam presentes para darem a visão daquilo que o Governo pensa sobre estas questões", justifica Hélder Guerreiro.

<b>Da teoria à prática</b>
O debate em Odemira vai assentar em dois eixos distintos. Uma opção que, na opinião de Hélder Guerreiro, tem o condão de conciliar aquilo que é a mera teoria académica com o que está já implementado no terreno.
"Nas conferências de enquadramento, na parte da manhã, temos pessoas com experiências variadas e com olhares diferentes, muitos académicos até, sobre estas questões. E nas tardes temos os casos práticos de experiências e estudos, que podem enriquecer os debates", frisa.
Assim, no primeiro eixo a discussão abordará a articulação da tradição, inovação e integração social enquanto "alavancas para um modelo de desenvolvimento sustentável", ao passo que no segundo eixo serão avaliados os possíveis "modelos de governação a promover no futuro para um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo no Baixo Alentejo".
Temas que levarão para o centro do debate figuras como Samuel Thirion (administrador do Conselho da Europa), Rogério Roque Amaro (Animar – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local), Rui Nuno Baleiras (docente da Universidade do Minho e antigo secretário de Estado do Desenvolvimento Regional no Governo de José Sócrates) ou Stefano Stortone (da Rede Italiana de Municípios), entre outros.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - terça, 19/03/2019
Candidato do Aliança
nas Europeias em Beja
O cabeça-de-lista do recém-criado Aliança às eleições Europeias de Maio de 2019, Paulo Sande, vai estar nesta terça-feira, 19 de Março, numa visita ao distrito de Beja, dando destaque à questão das acessibilidades.
07h00 - terça, 19/03/2019
Concurso para obras no
pavilhão de Castro Verde
A Câmara Municipal de Castro Verde lança nesta semana o concurso para a empreitada de requalificação do Pavilhão Desportivo da vila, num investimento que está avaliado em cerca de 266 mil euros.
07h00 - terça, 19/03/2019
João Dias na lista da
CDU às Europeias 2019
O deputado do PCP eleito por Beja, João Dias, integra a lista da CDU às eleições Europeias de Maio de 2019, ocupando o oitavo lugar na lista encabeçada por João Ferreira.
07h00 - segunda, 18/03/2019
Câmara de Castro Verde
promove ATL na Páscoa
Abrem nesta segunda-feira, 18 de Março, as inscrições para o ATL da Páscoa 2019 que a Câmara Municipal de Castro Verde vai promover durante as férias escolares para as crianças dos seis aos 12 anos.
07h00 - segunda, 18/03/2019
Deputado do Bloco de Esquerda visita a ULSBA
O deputado do Bloco de Esquerda Moisés Ferreira visita nesta segunda-feira, 18 de Março, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), no sentido de conhecer os principais problemas da região no sector e apresentar o projecto do partido de nova Lei de Bases da Saúde.

Data: 08/03/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial