06h56 - quinta, 20/10/2011

Câmara Municipal de Grândola quer cortar 50% nas despesas correntes

Câmara Municipal de Grândola quer cortar 50% nas despesas correntes

A Câmara de Grândola vai aplicar, a partir deste mês de Outubro, um "super-plano de contenção financeira que visa conseguir uma redução de despesas de 50 por cento", anunciou a autarquia.
Segundo revelou o presidente do município de Grândola, Carlos Beato, militar da revolução de Abril de 1974 que foi eleito, como independente, pelo PS, as medidas que já estão a ser postas em prática visam "preservar a boa situação financeira do município".
"Não assobiamos para o lado face às dificuldades. E é por isso que estamos a tomar estas medidas", disse o autarca, defendendo a necessidade de reduzir custos para salvaguardar os interesses e as finanças da Câmara de Grândola.
De acordo com o autarca, o plano de contenção de despesas prevê uma redução de 25 por cento das despesas com pessoal, através da suspensão do pagamento de horas extraordinárias, salvo casos considerados excepcionais, suspensão de novas admissões, bem como a suspensão da renovação de contratos a termo e de prestação de serviços, que serão reavaliados caso a caso.
O despacho do presidente da Câmara de Grândola exige "uma redução de despesas de 50 por cento em relação à média dos nove meses anteriores deste ano" nas despesas em comunicações e reprografia, bem como uma redução de "30 por cento nos combustíveis".
Entre outras medidas, o documento suspende "viagens e visitas oficiais, bem como refeições de serviço, participações em feiras e eventos promocionais de que resultem custos directos para a autarquia", regra que só será alterada "em circunstâncias excepcionais, perante compromissos já assumidos de relevante interesse municipal".
O presidente da Câmara de Grândola justifica o plano de contenção de despesas com os cortes anunciados nas transferências Orçamento de Estado, com a previsível redução de receitas próprias, designadamente nos impostos (IMI e IMT), e atrasos no recebimento de verbas comunitárias, que se traduzem numa "quebra muito acentuada de receitas".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - quarta, 22/05/2019
EMAS Beja dinamiza
Mini-OP entre jovens
Seis projectos apresentados por jovens alunos de quatro instituições de ensino do concelho de Beja estão em votação na primeira edição do "Mini-Orçamento Participativo", promovido pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja.
07h00 - quarta, 22/05/2019
Aluna de Castro Verde
em concurso nacional
A jovem Ana Bastos, natural de Castro Verde, vai representar a região do Baixo Alentejo no Concurso Nacional "Faz Acontecer", que se realiza no próximo sábado, 25 de Maio, no arquipélago dos Açores.
07h00 - quarta, 22/05/2019
SEF identifica cidadãos
irregulares em Beja
O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) identificou na passada semana 16 cidadãos estrangeiros, 10 dos quais sem autorização para trabalhar em território nacional, durante uma operação de fiscalização numa propriedade agrícola em Beja.
07h00 - terça, 21/05/2019
Dia de Campo
em Castro Verde
A Associação de Agricultores do Campo Branco (AACB), com sede em Castro Verde, promove nesta terça-feira, 21 de Maio, uma visita aos seus Campos de Ensaio e Experimentação de cereais de Outono/ Inverno, de forragens, de silo-forragens e de pastagens melhoradas.
07h00 - segunda, 20/05/2019
Odemira exige
medidas para novas
instalações agrícolas
A Assembleia Municipal de Odemira exige ao Governo que sejam tomadas medidas preventivas imediatas "quanto a novos investimentos em instalações agrícolas no território" até que seja produzida decisão definitiva sobre as propostas apresentadas pelo Grupo de Trabalho do Mira para o sector.

Data: 17/05/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial